Publicidade
Cotidiano
Amor ao próximo

Voluntários atendem convocação de urgência do Hemoam para doação de sangue

A chamada de urgência foi para garantir o estoque do banco de sangue para o feriado do Dia das Crianças 12/10/2016 às 14:48
Show sangue
Ao todo, 112 pessoas compareceram e doaram 89 bolsas de sangue, somente na manhã desta quarta-feira (12). Foto: Antônio Lima
Joana Queiroz Manaus (AM)

A convocação em caráter de urgência da Fundação Hemoam para que  voluntários portadores de todos os tipos sanguíneos fossem nesta quarta-feira (12) doar sangue, a fim de assegurar o estoque do banco para o feriado de hoje, foi bem recebida pela população. Ao todo, 112 pessoas compareceram e doaram 89 bolsas de sangue, somente na manhã.  

A assistente social do hemocentro, Wanderléia Ribeiro, disse que a convocação para doação de sangue foi motivada pelo baixo estoque de bolsas de sangue que é no mínimo de 800 e no momento está um pouco abaixo da metade. Para ela, a situação é preocupante, pois diariamente há uma demanda muito grande de pessoas precisando de sangue.

Wanderléia explica que o Hemoam é quem abastece os hospitais para atender pacientes que já estão internados, para os pacientes que necessitam de urgência para fazer uma cirurgia e também para aqueles que são vítimas da violência e perdem muito sangue e precisam repor no organismo. Essa é a principal causa da transfusão de sangue.

A assistente social destacou que, doar sangue no Dia das Crianças tem um sentido especial. Atualmente o Hemoam atende 900 crianças que são portadoras de doenças no sangue e que precisam das doações por voluntários para continuar vivendo. As portas do Hemoam abriram às 7h e já havia doadores esperando e fechou às 12h.

Doar sangue é um gesto de amor e foi com esse pensamento que o administrador Vinicius Conserva, 26, e a sua esposa, a esteticista Rafaela Conserva, 27, deixaram de sair para se divertir com amigos, para irem ao Hemoam doar sangue pela primeira vez. “Nós temos muito sangue e hoje decidimos dividir com aqueles que estão precisando”, disse o administrador.

Ainda de acordo com ele, foi Rafaela quem programou isso porque ele tem medo da picada da agulha. Superado o medo, no final o sentimento era o de dever cumprido. Já Rafaela, disse que estava feliz por saber que o sangue doado por ela ia ajudar outras pessoas.

O soldado do Exército Gabriel Baleeiro, 18, diz que desde que atingiu a maior idade, passou a ser um doador e que já perdeu as contas de quantas bolsas de sangue já doou.  “Me sinto bem  doando sangue que é algo muito importante para quem está precisando. O que estou fazendo hoje nunca vai me fazer falta”, disse.

Como eles, outras pessoas foram ao Hemoam. A assistente social do hemocentro Wanderléia Ribeiro disse que a quantidade de doadores surpreendeu. Nos dias regulares uma média de 170 a 200 doadores comparecem para fazer a doação de sangue. “A gente não esperava todo esse povo, porque hoje é feriado e as pessoas preferem sair para o lazer”, disse.

A assistente Social faz um apelo para a população colaborar com o estoque de sangue do Hemoam. Quem quiser ser um doador pode comparecer na sede do Hemoam, na avenida Constantino Nery, no bairro Chapada e no posto de coleta na maternidade Ana Braga, no bairro São José.

Publicidade
Publicidade