Publicidade
Cotidiano
CAMPANHA

Voluntários espíritas alertam sobre a prevenção ao suicídio em Manaus

Campanha organizada por jovens de 12 a 20 anos levou mensagens a vários bairros de Manaus sobre a valorização da vida e como ajudar quem tem pensamento suicida 24/09/2018 às 17:27 - Atualizado em 24/09/2018 às 17:27
Show whatsapp image 2018 09 24 at 16.14.14 4fab65a6 a16b 4dce 87e8 4eac8d6547e6
Fotos: Kaua Vinícius/Divulgação
acritica.com

Cerca de 200 pessoas que trabalham com voluntariado na cidade de Manaus foram às ruas neste domingo, dia 23 de setembro, para realizar a Campanha Camilo Castelo Branco de Prevenção ao Suicídio, um importante alerta sobre a segunda maior causa de morte em todo o mundo e a quarta no Brasil, entre jovens de 15 a 29 anos. As informações são da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em Manaus, a campanha será realizada no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce  Daou, na Compensa, Zona Centro-Oeste da cidade. Mas outras cidades fizeram atos semelhantes durante o mês de setembro.

De acordo com a OMS, mais de 800 mil pessoas tiram a vida por ano em todo o mundo. Os dados registrados no Brasil, segundo o Ministério da Saúde, indicam uma média de 11 mil suicídios por ano.

Esses números quando colocados sob outros pontos de vistas trazem uma realidade ainda mais assustadora: a cada quatro segundos, uma pessoa comete suicídio no mundo. Ou seja, enquanto você iniciava leitura deste texto, cerca de nove pessoas podem ter cometido suicídio.

Embora os dados sobre os jovens impressionem, o suicídio atinge todas as faixas etárias, gêneros e classes sociais. De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), 96,8% dos casos estão relacionados a algum transtorno psiquiátrico, frequentemente não tratado ou tratado incorretamente.

Isso significa dizer que a maioria dos casos poderia ser evitado caso, quem pense nessa prática ou as pessoas que convivem ao redor delas, tivessem acesso a mais esclarecimento sobre o tema.

“Se uma mensagem ou atendimento (durante a campanha) servirem para salvar uma vida mostrando que há outros ângulos para ver os problemas e a dor e que o suicídio não é a solução, o tempo que dedicamos a este trabalho já terá valido muito a pena”, declarou a jornalista Camila Gabriel, uma das coordenadoras da campanha Camilo Castelo Branco no Amazonas.

Para o funcionário público José Geraldo Guerra, que é voluntário da campanha em Brasília, o mais importante de levar pessoas de diferentes regiões, profissões e idades para alertar sobre o suicídio e a valorização da vida é o início de uma quebra de tabu que está interrompendo vidas.

“O mais importante é iniciar um movimento para desmistificar o tema e formar multiplicadores da informação que possam ouvir, conversar sem condenar e mostrar que o suicídio não é opção para nenhum momento da vida”, declarou Geraldo Guerra.

Setembro amarelo

A campanha Camilo Castelo Branco é realizada em todo País há quatro anos por trabalhadores voluntários espíritas e simpatizantes no mês de setembro.

O mês de setembro é simbólico na prevenção ao suicídio. A campanha setembro amarelo é feita em alusão à criação de espaços de prevenção e diminuição do estigma em todo o planeta sobre o tema.

A organização da campanha Camilo Castelo Branco é feita pelo grupo de jovens das casas espíritas envolvidas com a ação.

São jovens de 12 a 20 anos que reúnem informações, planejam o dia do evento, conscientizam e convidam os demais voluntários a se envolveram com a prevenção ao suicídio.

As informações usadas durante a campanha para esclarecer sobre o suicídio são com base na Doutrina Espírita e na ABP.

“A Camilo Castelo Branco é uma campanha com o objetivo de esclarecer a sociedade sobre este alto índice que interrompe bruscamente a reencarnação na Terra. A vida é um dom de Deus (…) O homem e a mulher não têm o direito de dispor da sua própria vida  pois esse ato não acaba com o sofrimento humano. A pessoa à beira do suicídio deve procurar ajuda”, declarou a contadora Ana Beatriz Macedo, outra organizadora do evento em Manaus.

Em todo o País, a Camilo Castelo Branco é realizada em locais de grande circulação de pessoas como praças, feiras, lar de crianças e idosos. Durante o ato em favor da vida são feitas encenações teatrais sobre o tema, atividades esportivas, lúdicas, distribuição de mensagens, exposição de faixas e banners, apresentação de vídeos, aferição de pressão e conversas fraternas.

Camilo Castelo Branco é um dos mais importantes romancistas portugueses do século 19. Atuou como historiador, tradutor, romancista, cronista, dramaturgo e crítico e recebeu reconhecimento por suas obras ainda vivo. Cometeu suicídio em junho de 1890.

 

Uma pessoa que pensa em se matar te procura. O que fazer?

·         Ouça com atenção e cordialidade.

·         Não julgue, não doutrine, não condene.

·         Ofereça apoio emocional.

·         Demonstre compaixão, respeito e ofereça ajuda;

·         Incentive-o a buscar tratamento médico, psicológico e espiritual.

·         Não finja que nada está acontecendo.

 

Publicidade
Publicidade