Terça-feira, 11 de Agosto de 2020
PARABENIZAÇÕES

Wilker Barreto elogia Josué Neto por contrato de R$ 195 mil com dispensa de licitação

O parlamentar estadual minimizou e parabenizou Josué Neto pela contratação do escritório de advocacia do jurista André Ramos Tavares



Wilker-Barreto-e-Josu_-Neto-2-Copy-777x390_802A4B54-3524-41AD-8524-52BCF180CFB3.jpg Foto: Divulgação
09/07/2020 às 15:11

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) saiu em defesa da retomada do processo de dispensa de licitação para contratar por R$ 195 mil o escritório do jurista André Ramos Tavares, de São Paulo, para prestar serviço de “consultoria e assessoria jurídica especial” no processo de impedimento do governador Wilson Lima (PSC) e do vice-governador Carlos Almeida Filho (PRTB).

O parlamentar estadual minimizou e parabenizou Josué Neto pelo empenho de R$ 195 mil sem licitação. Wilker disse que é “mais barato pagar um escritório do que permitir a corrupção que está aí”.



“Quero parabenizar vossa excelência pela contratação do escritório. Tenho certeza que isso não diminui o trabalho da nossa Procuradoria, não. Acertada a atitude da presidência em socorrer a comissão com o aporte jurídico”, disse Barreto.

A líder do governo do Amazonas na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputada Joana Darc (PL) disse ser “totalmente contra a contratação de um advogado de fora, que tenha experiência em procedimentos de impedimento por um valor que eu também discordo”.

Joana afirmou que a procuradoria jurídica da Assembleia é “muito legítima e muito capaz de poder sanar e tirar todas as nossas dúvidas”. “Acredito muito que a gente não precise de ninguém de fora nos ensinando como fazer um processo de impedimento”, defendeu a líder.

“Vou fazer um requerimento que ao invés de a gente contratar uma equipe de fora, um advogado renomado de fora, a gente possa dividir todo esse valor, por exemplo dando uma produtividade, criando um grupo de trabalho com a participação da nossa procuradoria e dos nossos procuradores”, propôs Joana.

o presidente da ALE-AM, deptuado Josué Neto (PRTB), respondeu à deputada, mas não fez menção à contratação do escritório jurídico paulista por meio de dispensa de licitação.

As declarações foram dadas durante sessão plenária virtual desta quinta-feira (9).

Mais cedo, A CRÍTICA mostrou que o presidente da ALE-AM retomou a mesma dispensa de licitação lançada no dia 29 de maio, para contratar a consultoria jurídica do jurista André Ramos Tavares, de São Paulo, que foi um dos advogado que apresentaram parecer contrário ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 2015, antes do recebimento da denúncia.

Além de Josué, a contração recebeu sinal verde dos deputados Roberto Cidade (PV), Péricles Nascimento (PSL), Augusto Ferraz (DEM), Fausto Júnior (PRTB) e Felipe Souza (Patriotas) que assinaram o despacho de dispensa de licitação e concordaram com o  parecer do Procurador geral da Assembleia que embasou a contratação direta do escritório jurídico paulista.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.