Publicidade
Cotidiano
Notícias

Wilson Alecrim é homenageado com título concedido pela Fundação Oswaldo Cruz

A solenidade de entrega da condecoração será realizada durante o Centro de Estudos do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), que acontece sexta-feira (23), às 10h, no Anfiteatro Emmanuel Dias, no campus da Fiocruz, em Maguinhos, no Rio de Janeiro 21/10/2015 às 14:20
Show 1
Wilson Alecrim
acritica.com ---

O médico e pesquisador amazonense Wilson Alecrim será homenageado com o título de Professor Emérito dos Seminários Laveran & Deane, evento que é promovido anualmente no Brasil, pela Fundação Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), em parceria com universidades da França. O público-alvo do tradicional seminário é formado por pesquisadores e alunos dos cursos de mestrado e doutorado do Brasil e de outros países. 

A solenidade de entrega da condecoração será realizada durante o Centro de Estudos do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), que acontece sexta-feira (23), às 10h, no Anfiteatro Emmanuel Dias, no campus da Fiocruz, em Maguinhos, no Rio de Janeiro.  

A homenagem a Alecrim é um reconhecimento pela sua atuação direta nas áreas de Ensino e Pesquisa e, também, por sua participação em atividades de gestão nas áreas acadêmica e da saúde. “Pelas características e em razão da credibilidade da instituição que outorga o título, fico bastante lisonjeado com a homenagem e tributo este reconhecimento, também, a todas as pessoas que trabalharam comigo, ao longo dos meus 43 anos de profissão”, disse Alecrim. 

Ex-secretário estadual de saúde do Amazonas, o médico amazonense fez parte do grupo que fundou o antigo Hospital de Moléstias Tropicais – hoje Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado. É considerado uma referência na área de pesquisas da Malária. Entre outras atividades da área acadêmica, foi professor titular da Universidade Federal do Amazonas (Fuam) e coordenou a implantação da Escola de Saúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). 

O Seminário Laveran & Deane, que este ano chegou à 20ª edição – homenageia, com seu nome, o paraense Leônidas Deane, considerado um dos maiores parasitologistas e malariologistas do mundo e o cirurgião Charles Louis Alphonse Laveran, militar francês que identificou e descreveu pela primeira vez o parasita Plasmodium, a partir da amostra de sangue de um paciente, em 1880.

*Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade