Domingo, 27 de Setembro de 2020
regime híbrido

Flexibilidade no trabalho com alternância entre presencial e remoto é realidade

Economias com água, energia elétrica, internet e até com a redução dos espaços físicos são algumas das vantagens de manter as atividades remotas



1797093_533ADEBB-2542-4A8B-B94A-D66A243F11E1.JPG
29/07/2020 às 08:44

No retorno das atividades, muitos empresários descobriram as vantagens de manter as atividades remotas dos funcionários intercalados com uma quantidade reduzida de idas até a empresa. Dentre as vantagens apontadas durante as consultorias do Instituto People, estão as economias com água, energia elétrica, internet e até com a redução dos espaços físicos que antes precisavam acoplar uma grande quantidade de colaboradores.

A flexibilizadade dos horários já era uma realidade em algumas empresas, porém a relutância dos empresários em adotar o regime se dava em boa parte por conta do medo de não saber administrar as atividades dos trabalhadores à distância.



Contudo, a pandemia da Covid-19 forçou essa mudança de mentalidade e com a percepção de que o trabalho remoto seria vantajoso.

“Para o empresário gerir é bem complexo, porque não se sabe como manter a cultura, como garantir o desempenho do colaborador e como gerenciar [à distância]”, ressalta a psicóloga especialista em consultoria em desenvolvimento organizacional e pessoas e co-fundadora do Instituto, Thalita Rocha.

Para implantação do regime de horários flexíveis, Thalita recomenda “pesar” na balança os prós e contras para a empresa através de um planejamento estratégico, pois o trabalho híbrido é possível somente para alguns tipos de empresas, e antes de tudo é preciso avaliar as posições e tipos de negócios que podem aderir.

Para colaboradores

Embora a flexibilidade para trabalhar onde estiver seja o sonho de consumo de muitos empregados, a psicóloga alerta: “Muitos não tem essa condição, e muitas empresas empurraram goela abaixo o home office”, disse.

As principais dificuldades dos colaboradores no novo regime podem estar relacionadas à falta de boas acomodações em casa para desenvolver as suas funções. Com isso, o maior desafio para o profissional é encontrar um local para trabalhar que permita o foco nas atividades diárias.

Além disso, Thalita aponta também que o empresário precisa ser empático. “Antes de determinar deve perguntar as dificuldades individuais dos funcionários e se colocar à disposição de ajudá-lo, para não desmotivar o funcionário”.

Comodidade ao time

No seu primeiro ano de funcionamento, o escritório de advocacia, Edson Duarte Advogados & Consultoria já descobriu as vantagens do trabalho flexível para melhoria da qualidade de vida dos colaboradores.

A partir da pandemia, segundo o advogado Edson Duarte, foi necessária primeiramente a busca por soluções para preservar as informações dos clientes, em seguida a definição de estratégias para manter a segurança e comodidade os 9 funcionários.

Também foram disponibilizadas viagens por aplicativos de transporte para os funcionários que se locomovem por meio do transporte público e escolha dos melhores dias para intercalar os horários.

“Eu vi que funcionou bem por incrível que pareça, para uns melhor do que para outros. Não vi queda de produtividade e nada que pudesse atrapalhar o andamento do escritório”, explica Edson sobre o novo formato de trabalho.

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.