Sábado, 22 de Fevereiro de 2020
ECONOMIA SEM CRISE

Jovem torna maquiagem garantia de renda e terapia para superar lúpus

Enquanto muita gente aproveita a época mais alegre do ano nas festas, tem gente que está ganhando uma 'graninha' extra fazendo o Carnaval de outras pessoas



SANDRO_PEREIRA_708FFED9-0AB0-4C6C-8EBF-0E0459772DF1.JPG Fotos: Sandro Pereira / Freelancer
29/01/2020 às 10:54

Maiana Thalya tem 22 anos e sempre foi aquele tipo de garota que amou o mundo das maquiagens. No auge da sua juventude, aos 18 anos, foi diagnosticada com uma doença chamada Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), o que a impossibilitou de seguir sua rotina, ficou sem trabalhar e teve que trancar a faculdade. “Com a autoestima lá embaixo por conta dos efeitos colaterais dos medicamentos, a maquiagem foi ‘meu refúgio’ e a alguns meses passou a ser o meu trabalho", declarou. 

Comecei fazendo maquiagem em mim, depois passei a aprender  técnicas mais elaboras: como maquiagem social, colorida e passei a maquiar outras pessoas. Eu nunca fiz um curso especializado mesmo, aprendi tudo sozinha vendo vídeos no YouTube e hoje participo de workshops profissionais” disse ela.



Mesmo com a doença crônica, Maiana seguia maquiando e usando seu dom para fazer um extra, visto que mora com os pais e não pode trabalhar devido à doença. “Com alguns meses de trabalho, perdi a visão do olho esquerdo por conta do LES e por dois meses sem enxergar. Com os tratamentos, recuperei minha visão e cá estou eu fazendo o que eu amo com muito mais amor pela maquiagem”, contou ela.

O mundo da maquiagem tem ganhado muita visibilidade e tem crescido bastante o número de profissionais da área. Nossa personagem ainda não é uma maquiadora famosa, mas contou quem ganha um extra de R$ 500 a R$ 800  por mês.

“As maquiadoras profissionais cobram cerca de R$ 150 a R$ 300  em uma make completa, eu tenho feito de R$ 50 a R$ 80  uma maquiagem social ou colorida. No período de Carnaval faço promoção para um grupo de pessoas, utilizo glitter e pedrarias, tudo por R$ 20 por pessoa e vários outros combos. Agende sua make comigo e fique ainda linda nesse Carnaval” concluiu nossa maquiadora.

Para os festejos de Carnaval, a busca por adereços, saias de Tule e enfeites nas roupas, também têm crescido e tem muita gente ganhando dinheiro com isso. Foi assim que a dona de casa Karla Tatyana Nunes, de 39 anos, usou seu amor pelo artesanato e tem conseguido chamar atenção dos foliões. “Minha história começa pelo amor ao artesanato, mexer com cores, brilhos, reciclagem são coisas que me encantam e é uma terapia.

Comecei fazendo laços infantis e depois fui sentindo necessidade de criar outras coisas. Nessa época do ano costumo fazer  fantasias e adereços para quem quer curtir o Carnaval bem colorida e padronizado. Este ano resolvi arriscar e divulgar meu trabalho no Instagram e muita gente tem me procurado”, concluiu.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.