Terça-feira, 04 de Agosto de 2020
Seleção Online

Métodos criativos online ajudam empresas na contratação de talentos

Desafio imposto pela pandemia de Covid-19 forçou empresas a readequarem seus processos de seleção de emprego para atrair novos talentos



show_sede_Sidia_91676AEC-2D63-4721-9D9A-557D24EA3C11.jpg Foto: Divulgação
15/07/2020 às 10:26

A pandemia do novo coronavírus fez com que muitas empresas precisassem repensar sua forma de funcionamento. Nunca foi tão importante saber selecionar novos talentos. Pensando nisto, empresas tiveram que pensar em métodos criativos de recrutamento online. 

Uma pesquisa do Instituto Locomotiva, em parceria com a Cia de Talentos e a Acesso Digital, intitulada ‘Impactos do Covid-19 no Trabalho em Grandes Empresas’, mostrou dados interessantes. 



A partir de entrevistas com profissionais de RH de importantes organizações brasileiras, a pesquisa descobriu que 95% dos recrutadores acreditam que, no futuro, o processo de contratação será 100% digital.

Além disso, o estudo mostra que 96% dos profissionais de RH perceberam os talentos mais ansiosos, estressados e preocupados em perder seus empregos. No entanto, 32% acreditam que as empresas estão investindo corretamente na manutenção da motivação e do engajamento dos talentos durante a pandemia.

Criatividade

Thalita Rocha, psicóloga, coach e fundadora do Instituto People, conta que o período de pandemia foi uma ótima oportunidade para colocar a criatividade em ação. “A partir da necessidade dos nossos clientes, desenvolvemos formas de continuar entregando excelentes resultados”, disse.

O Instituto nasceu em 2009 com o objetivo de colaborar com as organizações nos seus processos de desenvolvimento, tanto no âmbito organizacional como profissional


 

Ela relata que nos processos de recrutamento e seleção, por exemplo, foram adotados métodos como entrevistas online, vídeo currículo, dinâmicas e estudo de caso em grupo virtual.

“Todas as iniciativas nos surpreenderam muito e garantiram o conforto, segurança e a satisfação, tanto dos nossos clientes, quanto dos candidatos. Além disso, foi uma ótima oportunidade para explorarmos os assessments (pacote de ferramentas de avaliação psicológica e comportamental)”, contou. 

Apesar do cenário desafiador e incerto, ela acredita que é preciso enxergar tudo como uma grande oportunidade e aproveitar para inovar.

“Aos recrutadores e empresas que trabalham com esse processo de captação de talentos, chegou a hora de sair da zona de conforto e se entregar a tecnologia e infinitas possibilidades. Apostar, inovar e aproveitar para aprender”, aconselha.  

Carreira

Thalita relata que durante o período de pandemia, a demanda por mentoria de carreira e transição profissional aumentou significativamente.

“Como houveram muitas demissões, vários profissionais sentiram a necessidade de reavaliar suas carreiras e se reinventar. Muitos profissionais aproveitaram a oportunidade para realizar seus sonhos e dar um outro rumo para a sua vida profissional”, explica. 

The Epic Journey

Um exemplo bem criativo de processo seletivo foi o The Epic Journey, um game-recrutamento que busca desenvolvedores de software e de teste em todo o país para trabalhar na sede do Sidia, em Manaus. Além da vaga de emprego, os candidatos também concorrem a prêmios e os ganhadores passarão por um bootcamp.

O novo formato atende aos desafios do recrutamento em tempos de pandemia. Com projetos em expansão, o Sidia, que é hoje o maior instituto de P&D do Brasil, busca profissionais inovadores e que gostem de ser desafiados. Todos os perfis, de júnior a sênior, foram avaliados.

“A inovação está no nosso DNA e pensamos em trazer o universo dos games, tão próximo desses profissionais, para compor a seleção. Aceitar ser desafiado, já demonstra o perfil de candidato que estamos procurando”, explica a gerente Sênior do Sidia, Vivian Oliveira.

Em anos passados, para fazer o recrutamento, o Sidia visitava universidades em Manaus e em vários outros Estados do País, promovia eventos e conseguia chamar atenção dos desenvolvedores. Hoje, com a pandemia do novo coronavírus, foi preciso trazer um algo a mais para atrair a atenção e, ao mesmo tempo, mostrar quais os perfis de profissionais que o Sidia está buscando, como explica Vivian.

O superintendente do Sidia, Chris Lee, destacou que o mundo vive hoje a era da experiência. Contratar em meio a uma pandemia, segundo ele, é uma demonstração de que o instituto acredita em um novo tempo. “Agora, mais que nunca, precisamos inovar e acreditar que é possível mudar a nossa realidade”, destacou. Trazer a gamificação como etapas do recrutamento, para ele, é permitir uma nova experiência aos futuros colaboradores do Sidia.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.