Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
Cenário econômico

Economistas recomendam cautela ao investir em meio à crise; confira dicas

De acordo com Fabio Macedo, diretor comercial da Easynvest, ações ou fundo multimercado podem ser opções mais rentáveis na hora de fazer investimentos



DIN0403_03_p01_D072314A-B8EE-4D5E-890D-A0691CD96B0B.jpeg Foto: Divulgação.
05/05/2020 às 16:54

Saber onde investir em um momento de crise, pode tirar boas noites de sono de quem deseja multiplicar o seu dinheiro através de aplicações financeiras e esse período pode ser uma oportunidade para compra de ativos com valores abaixo do praticado há meses atrás.

Mas apesar da baixa nos preços, o economista Fabio Macedo, diretor comercial da Easynvest, alerta para a necessidade de manter a cautela na hora de aportar recursos no mercado financeiro. Para isso é importante que o investidor defina os seus objetivos e o tempo que precisará reaver o dinheiro para definir o fundo com melhor liquidez de acordo com a sua realidade.



Para todos os bolsos

Para os investimentos de curto prazo, por exemplo, o economista aponta que o retorno pode não ser tão positivo. Sobre os valores, ele relembra que hoje é possível a partir de R$ 100, efetuar a compra de ativos, sempre com uma reserva financeira para os próximos seis meses para as situações de emergência.

Para que as apostas sejam feitas de maneira correta a recomendação do diretor é a busca de informações sobre as oportunidades do mercado como Lives e Webinars com especialistas que podem esclarecer o assunto.

“Isso traz uma certa calma para esse investidor, para que ele entenda o cenário, enfim, faça movimentações mais assertivas”, completa o economista.

Diversificar é a saída

De acordo com o economista da A Mais Investimento, Eduardo Campo, diversificar a carteira de investimentos é essencial para obtenção de lucros em momentos de crise. Para investimentos de até R$ 10 mil ele recomenda apostar na compra de ações ou no fundo multimercado, que permite mais liberdade na gestão de recursos.

Já para quem pode aportar acima dos R$ 100 mil a indicação é adquirir ações de empresas exportadoras de proteína ou de matéria-prima que se beneficiem com o aumento do dólar como minério de ferro e celulose, por exemplo.

Atenção à baixa

Campos adverte que a instabilidade da economia mundial pode reduzir ainda mais o valor de mercado de algumas empresas nos próximos tempos, e agir com atenção pode ajudar na escolha do melhor momento para comprar.

“A gente está optando em ser mais conservador, não é porque o mercado teve uma desvalorização de 30% que não possa cair mais, principalmente, porque nós temos por aqui alguns desafios políticos”, alerta o economista.

Além da previsão de queda do Produtos Interno Bruto (PIB), que deve variar entre 3,5 % até 5% em virtude da suspensão das atividades de vários setores da economia por conta da pandemia da covid-19.

Saiba Mais: 

- Baixo Investimento: A partir de R$ 100, é possível realizar investimentos dos mais diversos tipos. Quem não tem medo de correr riscos pode efetuar a compra de ETFs (Exchange-traded), que são cotas de fundos que variam de acordo com o índice na bolsa de valores.

- Longo prazo: Para o quem tem altos valores e não se preocupa com o tempo a indicação é “montar uma carteira de ações de empresas exportadoras de produtos como proteína, commodities ligadas a empresas que se beneficiem com o aumento do dólar, como minério de ferro e celulose.

- Médio Prazo: Se a  preocupação é menor com a liquidez, o investidor pode apostar nas Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio (LCI e LCA) ativos do Tesouro como o IPCA 2045 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) estão pagando aí +4, 4,5%, com variação definida pela taxa de juros no país.

- Curto prazo: Para quem deseja reaver o seu dinheiro em um ou dois meses após a aplicação a recomendação é apostar em produtos com altíssima liquidez e de baixa volatilidade como Tesouro Selic, e fundos de renda fixa como DI ou no CDB (Certificado de depósito bancário).

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.