Sexta-feira, 10 de Julho de 2020
DADOS ALARMANTES

Pesquisa da UEA com empresários do AM aponta que 54% demitiram na pandemia

Dos 202 empresários que participaram do estudo, 81% deles acreditam que o faturamento de 2020 será pior ou muito pior que 2019



documentos-para-demiss_o-de-funcionario_0BB17BAA-01C3-4F94-A0C5-C5324FF4112F.jpg Foto: Reprodução / Internet
16/05/2020 às 14:11

Nessa sexta-feira (15), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) apresentou a pesquisa "O impacto da Covid-19 sobre os negócios em Manaus: a percepção do comércio local". A pesquisa coordenada pelos economistas Roderick Cabral Castello Branco e André Frazão Teixeira apresenta dados alarmantes. 

Dos 202 empresários locais, ouvidos entre os dias de 24 de abril a 2 de maio de 2020, 95% afirmaram que a pandemia teve impacto negativo ou muito negativo sobre seus negócios. Mais da metade (54%) se viu obrigado a demitir funcionários e 81% acreditam que o faturamento de 2020 será pior ou muito pior que 2019. 



Quanto ao futuro, os empresários são pessimistas: 59% acreditam que dificilmente retornarão aos níveis normais de vendas ainda em 2020 – somente 9% acreditam fortemente nessa hipótese. Por outro lado, apesar da dificuldade, 82% acham que suas empresas permanecerão ativas após a crise, enquanto 6% acreditam que não e 12% ainda não têm certeza.

A maioria tende a considerar que as políticas de auxílio à economia não são suficientes para que as empresas continuem operando e/ou não venham a fechar. Em relação às políticas federais, o número chegou a 54,7%. Em relação às políticas em nível estadual, quase 75% consideram que são ineficientes.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.