Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
Economia digital

Programa oferece apoio a startups locais com ideias inovadoras

Programa que utiliza recursos da Lei de Informática para investir em startup com soluções para a região está com inscrições abertas



1517460_CFB77220-DB39-46E7-871E-94064237CD3A.jpg Foto: Divulgação
24/09/2019 às 21:54

Os incentivos fiscais da Zona Franca d e Manaus (ZFM) colaboram para o desenvolvimento da região em diversos âmbitos, e as atualizações na Lei da Informática têm apresentado bons resultados, abrindo portas para quem quer empreender na tecnologia e está buscando investimentos para tocar o seu negócio. Estes são custeados com os insumos da indústria revestidos em Pesquisa de Desenvolvimento e Inovação (PD&I).

O Instituto Nacional de Desenvolvimento (INDT), através o Programa Prioritário em Economia Digital (PPED), colabora para o fomento de ideias inovadoras com o gerenciamento desses recursos, como explicou a   gerente de Negócios no INDT, responsável pela Gestão do Programa, Elaine Garcia.



“O Programa Prioritário de Economia Digital é uma das alternativas  para a aplicação de recursos na execução para investimentos em pesquisa e desenvolvimento, na região da Amazônia Ocidental”, ressaltou.

O PPED está em funcionamento desde 2018, e já colaborou para consolidação de 22 startups com cursos de capacitação, acompanhamento aos projetos e mediação as startups que desejam ser   beneficiadas pela  Lei da Informática.

O instituto é o executor do projeto e é ele quem  leva as propostas para as grande corporações, para que elas possam averiguar se desejam ou não investir nos novos empreendimentos, como explicou o analista de negócios do PPED, Rafael Teodosio. 

  “O INDT que é habilitado para coordenar o Programa Prioritário, que é um importante ator do ecossistema de inovação, porque desenvolve ideias com tecnologias inovadoras para nossos parceiros, que são as indústrias e novos negócios para o mercado”, disse.

Áreas temáticas

As startups aprovadas no processo de seleção recebem investimentos, desde que seu trabalho seja direcionado para áreas  tecnológicas com  temáticas relacionadas com:  Economia Digital, Cybersegurança,  Manufatura Avançada, Internet das Coisas, Cidades Inteligentes, Big Data, Telecomunicações, Tecnologia de Informação.

 As inscrições estão sempre abertas e os projetos que buscam um financiamento podem enviar suas propostas para o e-mail novosnegocios@pped.org.br. E quem não obter êxito recebe um feedback para reformulação da ideia. Mais informações no site pped.org.br.

Apostas que deram certo

Max Barreiro é fundador e CEO da MobiBuzz, uma  startup que promove soluções para logística através de aplicativos que conectam empresas e entregadores autônomos. Sua ideia foi alavancada  a partir  do PPED.

Segundo ele, a iniciativa forneceu  oportunidades de capacitação necessárias para que seu empreendimento pudesse se concretizar e evoluir  da melhor maneira, tornando-o viável e rentável.

“Tivemos uma experiência que agregou bastante valor à nossa startup, não apenas com um suporte de metodologia de empresas especializadas em Venture Building, mas também com um time de desenvolvimento extremamente técnico e capacitado, que nos ajudou a projetar e desenvolver um de nossos sistemas essenciais para a automatização e tração do nosso modelo”,  contou Max.

O que é uma startup?

Embora existam muitos conceitos, as startups são geralmente compreendidas como empresas de base tecnológica.   Uma das suas características principais é a rápida rentabilidade e a manutenção do seu modelo de negócio com investimentos relativamente baixos, lidando com o alto risco da ideia não prosperar.

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.