Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020
gestão condominial

Startup amazonense Communy cresce 100% em um ano

Iniciativa será a primeira do Norte a receber aporte financeiro da Bossa Nova Investimentos



1819918_F1722395-D4E1-4354-8AFD-8ED09E45979A.jpeg Divulgação Equipe da Communy projeta rápida expansão na região Norte, já que estudos indicam grande potencial de crescimento
22/09/2020 às 16:37

O crescimento, mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia, foi umas das razões pelas quais a startup de gestão condominial Communy será a primeira na região Norte a receber um aporte financeiro da Bossa Nova Investimentos. Durante os primeiros meses deste ano a empresa de base tecnológica cresceu 100% em relação ao ano passado.

Com o valor inicial de R$ 400 mil, a empresa amazonense projeta uma rápida expansão no Norte e Nordeste do Brasil. O sócio e CEO da startup, Pedro Cavalcante, explica que o foco nestas localidades é fruto de uma análise das empresas do ramo em nível nacional que, por terem as sedes em outros estados, não conseguem alcançar com efetividade o mercado local.



“Descobrimos que o mercado que nós tínhamos validado era, de fato, um mercado interessante, porque querendo ou não, uma das coisas que a gente sempre fala é que essas grandes soluções em tecnologia estão no eixo Rio-São Paulo. Eles são fortes na região deles, mas deixam a desejar nas regiões periféricas no País”, esclarece Pedro.

O sócio acredita que além do acréscimo no faturamento, os desafios propostos pela ‘micro venture’ (empresa que realiza financiamento de alto risco), colaboraram para os novos projetos da Communy que além do mercado manauara também conquistou a cidade de Belém no Pará, levando uma plataforma tecnológica personalizada que facilita o convívio nos condomínios.

Segundo ele, esta aprovação mostra a força das empresas regionais que ainda sofrem preconceito dos próprios conterrâneos que, por vezes, preferem adquirir os mesmos serviços, porém, de empresas do sul do País. “Quando o Bossa vem é uma forma de dizer para eles: Olha, os caras lá de fora estão valorizando e você, que é daqui, não está”, finaliza.

Agora, com o financiamento e a ajuda da Bossa Nova, Pedro espera que as portas se abram com mais facilidade a partir da conversação da empresa diretamente com as construtoras. Para os próximos passos, a startup já estuda expansão para as cidades de Fortaleza, Natal, Recife e Salvador.

A Bossa Nova Investimentos é conhecida por oferecer soluções para o setor imobiliário. Sair do eixo Rio-São Paulo é uma das apostas da investidora e o montante disponibilizado para a Communy representa ainda mais um interesse crescente para encontrar negócios inovadoras e escaláveis para o segmento.

Para o diretor da Bossa Nova Investimentos, João Kepler, estas regiões do País começaram a criar seus polos tecnológicos, e muitos negócios promissores apareceram.

“A Communy apresentou todos os requisitos que buscamos para investir e estamos muito satisfeitos em anunciar esse aporte. Para nós, é bastante gratificante saber que somos os pioneiros a olhar para o mercado do Amazonas. Tenho certeza de que esse investimento será o primeiro de muitos que iremos realizar no Estado e na região”, enfatiza Kepler.

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.