Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019
PASSADO E PRESENTE

Negócios tradicionais apostam no diferencial e resistem ao passar do tempo, em Manaus

Revolução tecnológica impôs transformação dos modelos de negócios e até extinção de várias profissões. Negócios tradicionais, como bancas de revista e locadoras, ainda resistem na capital



1533939_B5BC31E8-FBF7-483C-AEB7-8147C82941D1.JPG Antonio da Costa, 57, continua o legado da família que mantém há 42 anos a Banca de Revista da Praça Chile, no Adrianópolis. Clientes fiéis, boa localização e diversificação mantém o negócio em pé (Fotos: Euzivaldo Queiroz e Clóvis Miranda)
19/11/2019 às 07:57

O tradicionalismo de alguns negócios do ramo de fotografia, leitura e filmes de Manaus se perpetuaram mesmo com o avanço tecnológico. Exemplo disto, é a Foto Nascimento, empresa fundada em 1957 pelo português Fernando Nascimento e comprada pelos irmãos Antônio e Carlos Kizem Rodrigues. A primeira loja foi na avenida Sete de Setembro, no Centro de Manaus.

A empresa do ramo de fotografia continua forte até hoje. Serviços antigos como revelação de fotografias ainda continuam sendo ofertados por clientes assíduos da loja, que gostam de guardar suas lembranças em álbuns de fotografia, assim como a venda de máquinas fotográficas consideradas hoje como relíquias, que funcionam a base de filmes, também continuam sendo comercializadas.



A rede hoje conta com oito lojas na cidade, no comércio de rua em shoppings centers, vai além dos produtos comercializados. Seu Cosme Barker, 57, por exemplo, é um dos funcionários mais antigos do local, com mais de 20 anos de trabalho. Emocionado, ele lembra que na década de 1990, uma foto chegava a demorar mais de uma hora para ser revelada e que se surpreende com o avanço da tecnologia dos dias atuais.

“Antes, tínhamos que esperar os químicos reagirem para que a foto saísse perfeita. Era um processo minuncioso. Hoje, isso tudo ainda acontece, mas em apenas 5 minutos qualquer um pode vir e revelar a sua foto”, disse o funcionário, que destaca a honestidade e honra por parte dos donos do estabelecimento como a chave para ter se perpetuado por mais de 60 anos.

Atualmente, além das máquinas fotográficas, o ramo de telefonia e informática também viraram carros chefes da loja.

Amor pela leitura

Hoje em dia é comum a maioria das pessoas acompanharem notícias por meio de portais e blogs na internet. O imediatismo, tomou conta das redes sociais e qualquer um pode ter acesso a uma notícia internacional, na palma da mão por meio de um smartphone.

Mas há quem prefira as revistas para acompanhar os noticiários. Dona Fátima Falcão, de 57 anos, por exemplo, mantém a tradição de, semanalmente, ir às bancas para comprar revistas para a mãe, dona Maria Pinheiro, de 89 anos. Para ela, o hábito de ler revistas faz parte da cultura dos brasileiros até hoje.

“Como minha mãe é da terceira idade, ela não tem o hábito de acessar a internet e prefere ler revistas embaixo do cajueiro do quintal dela, acompanhando novelas. Este é um exercício diário dela. Eu aproveito também para ler junto com ela”, sorriu a aposentada.

Na meio fio da rua Maceió, em frente ao Cemitério São João Batista, a Banca de Revista da Praça Chile é outro estabelecimento “relíquia” que a cidade de Manaus tem há 42 anos. Seu Antonio da Costa, 57, proprietário do local, explica que ainda existem muitos clientes que mantêm a tradição de ler revistas e, principalmente, jornais. “Tem outros produtos que agregam como os cigarros e bombons, mas vendemos mais as revistas mesmo, e, de um tempo para cá, também voltaram muito fortes os gibis, para o incentivo à leitura de crianças”, explicou o proprietário.

Locadora com mais de 38 mil filmes

Resistindo à Netflix, Globoplay e outros serviços de streaming, a Take Vídeos que é única locadora de filmes que continua com o mercado ativo em Manaus. A loja na avenida Perimetral, no bairro Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus, conta com um acervo de mais de 38 mil filmes acumulados desde a década de 1990.

Seu Overland Cruz, proprietário do local, explica que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, seu principal concorrente não são os serviços de streaming, mas os serviços de TV por assinatura, pois, se tem alguma série exclusiva na Netflix por exemplo, ele pode disponibilizar em sua loja, mas ele perde se algum canal a cabo também fizer o mesmo.

“Continuamos com um mercado competitivo e clientes antigos do bairro que nos conhecem há anos”, destacou o proprietário.

Além de filmes e séries, o local também aluga jogos de vídeo game variados para todas as faixas etárias.

“Nem todo mundo tem o hábito de usar a internet e prefere a tradição das revistas”

Fátima Falcão, Aposentada e leitora voraz.

“Ainda é muito comum virem pessoas relevar fotos para suas lembranças”

Rafael Fialho, Gerente Foto Nascimento

Locadora: Única locadora em funcionamento em Manaus, a Take Vídeo se mantém com um vasto acervo de filmes raros de vários gêneros.

Fotografia: Fundada em 1957, a Foto Nascimento transformou o negócio de outrora de revelação de fotografias em uma loja de eletrônicos.

Banca de Revistas: Cliente fiel, Fátima Falcão mantém a tradição de comprar suas revistas na banca da Praça Chile toda semana.

News wal 0488c851 da85 434c afa9 e1a895689bb3
Repórter de A Crítica
Jornalista formada em 2014 pela Uninorte e pós-graduanda em Gestão de Redes Sociais e Marketing Digital pela Fametro, começou em A Crítica como repórter de esportes em 2016. Hoje atua na editoria de política e economia, com uma enorme paixão pelo jornalismo investigativo.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.