Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019
VIVENDO UM SONHO

Viajar e ganhar dinheiro: os exemplos de quem conseguiu fazer do hobby sua fonte de renda

Internet é aliada para reunir seguidores, gerar engajamento em conteúdos e chamar atenção de marcas. Influenciadores contam como começaram a unir paixão por conhecer lugares a negócios



viagem6_C7C17864-9EB6-4317-9C46-B1C70C4DCF79.jpg O casal Paula Albino e Daniel Medeiros atualmente conta com 56 mil seguidores no Instagram e mais de 58 mil inscritos no seu canal do Youtube (Foto: Arquivo Pessoal)
04/11/2019 às 20:08

As redes sociais trazem oportunidades para quem busca empreender, mas você já imaginou ganhar dinheiro fazendo o que mais gosta: viajar?

Apesar de, para muitas pessoas, viagem ser um sinônimo para férias, para o empresário Alan Lincon, por exemplo, não é bem assim. Ele é proprietário da agência de turismo Vooali (@vooali.viagens) e iniciou a divulgação de suas viagens para promover a sua empresa.



Após o crescimento de seguidores em suas redes sociais, muitas marcas passaram a procura-lo em busca de parcerias.

“Eu acho que quando eu tinha de 10 para 15 mil seguidores já comecei a ser chamado pra divulgar algumas coisas. Então percebi que poderia dar certo esse tipo de trabalho”, disse Alan.

O empresário já possui viagens feitas com os valores totalmente custeados pelas marcas em troca de divulgação em seu Instagram.

Agora, Alan está buscando uma formação em marketing digital para alavancar ainda mais o seu trabalho.

Quanto custa viajar?

A busca por soluções para as dificuldades na procura de informações sobre um destino foi o que levou a designer Amanda Santiago e seus amigos Fabio Yamahira e Igor Pucci a criarem o blog ‘Quanto Custa Viajar?’.

“Eu e o Fábio estávamos planejando uma viagem para a Europa, mas não sabíamos quanto dinheiro precisávamos (...) Além de passagem e hospedagem, queríamos saber quanto custaria alimentação, transporte, atrações. Começamos a pesquisar e achamos as informações todas espalhada pelos sites, sem atualização”, contou a blogueira.

Hoje, além dos sócios, a empresa conta com cerca de cinco funcionários, que criam conteúdos com base nas experiências vividas pelos três amigos.

Amanda atribuiu o sucesso do projeto à produção de conteúdos interessantes e diferentes do que são encontrados na internet.

“Estamos sempre buscando pautas interessantes de destinos acessíveis. Buscamos trazer o máximo de informações e custos, que é o que muita gente não fala”, acrescentou a designer.

Num Pulo

O Num Pulo (@numpulo) é um projeto dos namorados Paula Albino e Daniel Medeiros, que atualmente contam com 56 mil seguidores no Instagram e mais de 58 mil inscritos no seu canal do Youtube.

O casal iniciou sua aventura com um vídeo da sua cidade natal Belo Horizonte mostrando os seus famosos ‘pulinhos’. Eles ganharam tanto engajamento que decidiram expandir para outras cidades de Minas Gerais e agora já visitaram diversos destinos no mundo.

“Esse vídeo que nós fizemos e postamos na internet foi um sucesso. Daí nós procuramos cidades próximas para começar a mostrar esses lugares. Então fomos para tudo que estava perto de BH como as cidades de Tiradentes, Ouro Preto e começamos a fazer conteúdo desses locais”, contou Daniel.

O casal coleciona viagens para destinos paradisíacos no Brasil e no mundo, sempre registradas através de vídeos e fotos bem produzidas que fazem o internauta viajar junto. No currículo nacional estão o arquipélago de Fernando de Noronha (PE), Cataratas do Iguaçu (PR), Bonito (MS), Jalapão (TO), Campos do Jordão (SP). No roteiro internacional, o casal já esteve em países como Chile, no Peru, nos Estados Unidos e na Itália.

Hoje os valores arrecadados através de parceiras e divulgação de marcas correspondem a 90% da renda do casal, segundo Daniel. Ele conta que, apesar de ser o trabalho dos sonhos, é necessário ter responsabilidade e organização para que possa atender as expectativas das empresas e seguidores.

“Nós temos muitas obrigações quando viajamos. São muitos parceiros que estão aguardando entregas nossas de conteúdo ou divulgação que nós precisamos fazer. Fora que precisamos gravar na viagem, o que já é um trabalho bem considerável”, contou.

“Precisamos fazer todo um planejamento, uma pesquisa massiva dos locais, para chegar lá com uma visão boa do que você vai produzir, então, é muito trabalhoso. Não é só viajar, você ainda tem que transformar a sua viagem num trabalho”, disse.

Foco no sonho

Daniel destacou ainda que foram mais de quatro anos de investimentos pessoais para que as plataformas se tornassem enfim projetos rentáveis.

“Não é fácil porque tem muita gente querendo fazer isso hoje. Primeiro, você tem que entender qual o seu diferencial? O que o seu conteúdo tem de diferente dos outros? Por que alguém vai te seguir? Quando você tiver clareza disso, você terá que ter persistência”, aconselhou.

Viagem com a Fabi

No Amazonas, um bom exemplo é a jornalista e turismóloga Fabiola Abess. Ela conduz o projeto @viajecomfabi tanto no instagram quanto na plataforma de textos Medium

"Criei o nome Mochilão das Amigas assim que me formei em turismo. Lá compartilhei conteúdo de viagens possíveis no blog, ou seja, eu compartilhava com os leitores a minha forma econômica de viajar a partir dos relatos de viagem. No início desse ano, deixei o projeto que fazia em parceria com uma colega da época de faculdade e decidi seguir solo com o projeto", narrou.

Dicas

Instagram

O aplicativo é indicado para quem pretende criar uma identidade visual atraente. De acordo com a plataforma Captiv8, responsável por analisar dados de influenciadores, uma conta no Instagram no Brasil, users com mais de 100 mil seguidores ganham entre R$ 5 mil e R$ 10 mil.

Youtube

Há um crescimento significativo de youtubers de vários nichos. Para quem pretende virar um deles, é necessário pensar em um segmento, além de pensar em temas atraentes para o público, frequência de conteúdo e, principalmente, criar um cenário bem divertido. O YouTube dá a opção de monetização dos vídeos, dependendo do seu nicho de atuação dentro da plataforma.

Podcast é uma opção

As marcas estão se adaptando a esse mercado que está em expansão, por isso é importante que se acompanhe as tendências de mercado nas mídias sociais. Esse profissional deve estar antenado as mídias que estão sendo utilizadas para se alcançar um público. Eles estão utilizando Podcasts, por exemplo, para atingir um público com audiência significativa, pois tratam de uma infinidade de assuntos como moda, tecnologias e dicas de viagens.

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.