Sábado, 24 de Julho de 2021
Volta do estágio

Alunos de fisioterapia da UFAM em Coari cobram retorno seguro do estágio presencial

Dentre as solicitações dos acadêmicos estão equipamentos de proteção individual básicos para professores e um plano de imunização para supervisores de estágios



isb-coari2_6005645F-73DF-46FC-94FC-92B3D62F3E35.jpg Foto: Reprodução / Ufam
03/03/2021 às 10:00

Os alunos do curso de fisioterapia do Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), de Coari, vêm movimentando as redes sociais com o apelo para o retorno do estágio curricular presencial em meio à pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o grupo, composto por 19 alunos, as diretrizes de retomada das atividades do ensino de graduação e o calendário acadêmico do ano letivo de 2020, pela Resolução N° 001 de 11 de fevereiro de 2021, já foram aprovadas, no entanto, “não se há garantia de suporte para o retorno dos estágios curriculares obrigatórios no campus de Coari, no Amazonas”.



E por conta disso, os professores de fisioterapia se mantem resistentes no que diz respeito à retomada das atividades. Entre outros empecilhos apontados pelos acadêmicos estão a falta de equipamento de proteção individual básicos para professores, um plano de imunização para supervisores de estágios e ainda a falta de campos de estágios suficientes disponíveis para a Ufam, em Coari.

“Os estagiários encontram-se indignados com o descaso, falta de posicionamento e responsabilidade da Ufam. Um ano de espera, inúmeras reuniões, minutas e resoluções para enfim um calendário acadêmico ser aprovado com a possibilidade de retorno presencial dos estágios, mas nada está saindo do papel! No momento, professores de fisioterapia organizaram seis projetos de retorno aos estágios, mas ainda não foram vistos pela UFAM”, destacam alunos, em comunicado publicado por eles.

Posicionamento da Ufam

Em posicionamento enviado pela assessoria de comunicação da Ufam e que contém 21 páginas, não há informações sobre data ou se há um cronograma para o retorno do estágio presencial de alunos. Neste documento, a Coordenação do Curso de Fisioterapia do ISB/UFAM afirmou reconhecer o movimento estudantil, “contudo, não apoiamos a veiculação de meias verdades ou de distorções acerca da conduta da Coordenação, do Colegiado ou dos professores deste curso”.

A Coordenação afirmou que diante da aprovação do Calendário Acadêmico para 2020/1, articulou-se com diversos grupos envolvidos nos estágios com a finalidade de discutir saídas para a realização desses componentes curriculares. Com isso, foram realizadas reuniões entre professores do curso e estagiários, além de coordenações dos cursos de saúde do ISB e suas respectivas coordenações de estágio na última semana de fevereiro deste ano.

No inciso VI do documento, enviado ao A Crítica, a Coordenação destaca que desenvolveu seis propostas operacionais “para a ocorrência dos estágios supervisionados, visando, desde modo, estar preparada para o maior número de possibilidades possíveis diante de tamanha instabilidade”.

E citam ainda outras reuniões como as que foram realizadas com o Centro Acadêmico de Fisioterapia (CAF) “para que pudéssemos esclarecer os aspectos relativos à atuação desta Coordenação e para que as mesmas indicassem as falhas cometidas pelo curso nas tratativas para a realização dos estágios”. Além disso, finalizam o comunicado afirmando que não há, por parte dos que fazem o curso de Fisioterapia do Instituto de Saúde e Biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas, situação de descaso, omissão ou falta de posicionamento dos seus professores quanto aos estágios supervisionados.

“Ao contrário do que tentam tornar factível, de nossa parte há trabalho, dedicação e diálogo; há comprometimento com a boa formação de recursos humanos em fisioterapia, com a qualidade do ensino e, acima de tudo, comprometimento com as vidas de professores, alunos e pacientes em meio à maior crise sanitária dos últimos cem anos".

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.