Terça-feira, 24 de Novembro de 2020
FAMETRO

Centro tem ensino híbrido diferenciado e aprendizado em ambiente digital

No Amazonas a Fametro oferece 44 cursos de nível superior e possui quatro unidades em diferentes zonas de Manaus



Fametro1_015C8340-06E5-4088-9B9A-46EED7816638.JPG Fotos: Yasmin Feitosa
06/11/2020 às 09:02

O desafio gerado pela pandemia da Covid-19 foi contornado com soluções múltiplas, tanto dentro do Centro Universitário Fametro para os profissionais, professores e estudante, quanto para apoiar a comunidade externa. A estratégia teve um resultado de sucesso e será a base para o ano letivo de 2021, que contará com a expansão da instituição para outras localidades.

O sistema híbrido adotado pela Fametro mescla aulas EaD (gravadas para assistir a qualquer momento), aulas remotas ao vivo por meio do Digital Fametro, onde a transmissão segue o horário regular; e teve como diferencial as aulas presenciais compartilhadas com “lives”, onde câmeras foram instaladas e as turmas divididas: um grupo participa na sala de aula e outro acompanha remotamente, ocorrendo um rodízio desses grupos.



“Tivemos vários investimentos em tecnologia e infraestrutura, mas o que fez o diferencial para o sucesso foi a nossa equipe técnica e os professores. A mudança de mentalidade é um processo lento e eles se empenharam muito para garantir a excelência na qualidade pedagógica nesse formato”, explica a pró-reitora , Cinara Cardoso, acadêmica.

NOVO NORMAL

Mesmo que o sistema tenha ocorrido de forma acelerada devido à pandemia, ela ressalta que há uma crescente procura pelo ensino de forma virtual em comparação ao tradicional. “Ele exige mais autodisciplina porque o aluno fica isolado, precisa ter uma boa internet e concentração”, afirma.

Embora haja avanços na modalidade de ensino intermediada pela tecnologia, a educadora destaca ser essencial a interação humana para potencializar o aprendizado.

Por isso, a Fametro incluiu mais aulas presenciais do que remotas na grade curricular – são três presenciais e duas em ambiente virtual.“O computador não vai ensinar sentimentos, não vai ensinar empatia, não vai criar certas relações interpessoais, somente o professor e a convivência com os colegas permitirá o desenvolvimento emocional e social”, opina Cinara Cardoso.

PROJETOS ATIVOS

Além disso, o centro universitário manteve projetos extraclasses em funcionamento, como campanhas de conscientização (“Setembro Amarelo” e “Outubro Rosa”, por exemplo), além das atividades universitárias abertas à comunidade externa, como o atendimento psicológico, apoio do serviço social, laboratório de biomedicina, atendimento de fisioterapia e nutrição.

“Demos suporte tanto aos nossos alunos, pois alguns passaram por perdas nesse cenário, e nossos finalistas continuam atendendo moradores ao redor das nossas unidades”, conta Cinara Cardoso. Nos últimos meses, houve também a inauguração da clínica Casa Animal, com a participação do curso de medicina veterinária, e do laboratório de gastronomia, que também tem curso na instituição.

Outro diferencial foram os comitês internos e participação em externos, com outras instituições para garantir a segurança dos alunos. Todos os protocolos de saúde são executados rigidamente e há grupos de orientações, formados por pedagogos e psicólogos que, continuamente, realizam ações de conscientização nas salas de aulas para o uso de máscaras (obrigatório em todas as unidades), distanciamento e higienização com álcool em gel.

ANO LETIVO

A previsão de início das aulas, no próximo ano, é 3 de fevereiro e devem seguir o mesmo modelo até que novas recomendações oficiais alterem para a liberação do ensino presencial. No próximo dia 29 haverá um vestibular presencial, mas também é possível a realização da prova online de forma agendada.

No Amazonas a Fametro oferece 44 cursos de nível superior, entre presenciais, semipresenciais, EaD, além de pós-graduação, MBAs, idiomas e cursos de aperfeiçoamentos. Em Manaus, o centro universitário tem quatro unidades: Unidade Central, Unidade Zona Leste, Unidade Cachoeirinha e Unidade Cidade Nova. Há também no interior do estado, sendo elas Unidade Manacapuru, Unidade Parintins, Unidade Tefé, Unidade Itacoatiara e Unidade Tabatinga.

BOA VISTA

Com 18 anos no Amazonas, o grupo passou a administrar a Escola Objetivo, de Boa Vista (RR) que agora terá também ensino superior. Para 2021,há previsão de inauguração da unidade Santarém (PA) e polos EAD próprios e parceiros. “Além dos tutores, sempre mantemos professores presenciais nesses polos”, comenta Cinara Cardoso. Atualmente há o Polo Macapá (AM) e Polo Palmas (TO).

Repórter especial

Educação 2021



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.