Sexta-feira, 07 de Maio de 2021
Entrada no mercado de trabalho

Núcleo de Empregabilidade de instituição de ensino ajudou quase 2 mil estudantes a ingressarem no mercado de trabalho

Dados são referentes a todo o ano de 2020



Sem_t_tulo_EB3740FD-6F93-4632-8B33-7A7FDE31A650.jpg Foto: Divulgação
07/01/2021 às 10:24

O Núcleo de Apoio ao Discente (Nadi) do Centro Universitário Fametro ajudou em 2020 quase 2 mil estudantes de estudantes da instituição a conseguirem estágio e ingressarem no mercado de trabalho. O setor é responsável por fazer parcerias com empresas de todos os segmentos e selecionar estudantes para vagas de estágio.

O Nadi também desenvolve um trabalho de capacitação dos alunos. Durante todo o ano são realizadas oficinas de elaboração de currículo, cursos de capacitação e workshops. Desde que foi criado em 2016, o núcleo já encaminhou mais de cinco mil estudantes para o mercado de trabalho. Somente em 2020, 91 novas parcerias com empresas foram realizadas. Ao todo são mais de 300.



Segundo a supervisora do Nadi, Elinara Silva, o setor tem como proposta oferecer aos estudantes  a oportunidade de vivenciar na prática, como profissional, os conhecimentos   adquiridos durante o curso. “Muitos dos alunos que são encaminhados para estágio se destacam e recebem uma vaga efetiva. Portanto, o aluno já durante a graduação tem a chance de conseguir um emprego”, disse.

Ela ressalta que além de indicar o aluno para o estágio em empresas parceiras, a Fametro também faz a contratação desses profissionais, que atuam em diversos setores da instituição. Para participar dos processos seletivos, o aluno deve cadastrar seu currículo no site da Fametro e mantê-lo atualizado. “Também temos grupos em aplicativos de mensagem que os estudantes podem participar e receber informações sobre vagas disponíveis”, pontuou.

Entre os alunos que conseguiram uma vaga em 2020 está a estudante do curso de Psicologia, Maria do Socorro Leitão. Ela está atuando no setor de Recursos Humanos das lojas TV Lar. “Fui indicada pela equipe do Nadi para estágio voluntário com possibilidade de contratação. Aceitei e logo fui efetivada como funcionária. Estou muito feliz com essa oportunidade e de colocar os ensinamentos da sala de aula em prática e também compartilhar com os colegas o que tenho aprendido na empresa”, destacou.

Outro aluno que conseguiu uma vaga de trabalho foi Willer Pantoja, que estuda Ciências da Computação. “Cadastrei meu currículo no banco de dados da instituição e fui chamado para um processo seletivo na própria Fametro. A própria faculdade me abriu as portas para o primeiro emprego. Fui contratado como estagiário em agosto do ano passado. Para mim, é uma grande satisfação porque uma das preocupações que temos como estudante é se vamos conseguir uma vaga no mercado”.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.