Sexta-feira, 14 de Maio de 2021
RISCO DE CONTÁGIO

Provas do Enem durante pandemia preocupam estudantes e educadores do AM

Primeira prova está marcada para daqui a 10 dias, enquanto casos e mortes da Covid-19 não param de aumentar. Já há pressão para novo adiamento das provas



show_show_enem-professores_4EE72A90-303D-4341-A84D-1988FD2AD63D.jpg
07/01/2021 às 18:03

Educadores e representantes da classe estudantil demostraram preocupação quanto a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no Amazonas, o qual enfrenta aumento de casos da Covid-19. A primeira prova, na versão impressa, será aplicada no dia 17 de janeiro. Ao todo, o Estado possui 163.472 inscritos no Enem 2020, sendo 160.576 para a versão impressa do exame e 2.896 para a digital.

Segundo a orientadora educacional, especialista em processos seletivos na educação básica, Ludmylla Rondon, o adiamento da prova não é sinônimo de prejuízo para o estudante. “Eu acredito que seria muito oportuno o adiamento dessa prova. Eu acredito que hoje, diante do se tem vivido no Amazonas, o medo de uma exposição é superior a qualquer a qualquer possibilidade de adiamento da prova para uma data futura”, comentou.



“Em relação a prova, não existe benefício ou malefício, as provas tem a mesma composição, a mesma calibragem, então historicamente o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) já provou que consegue aplicar várias versões do Enem ao longo do ano mantendo o equilíbrio entre as provas”.

Já a diretora de Supervisão Acadêmica das Escolas Idaam, Luciana Araújo Barbosa, reforçou a tese de que o adiamento da data de aplicação do certame não interferirá de maneira negativa no desempenho de alunos.

“Mas se avaliarmos sob a luz dos desafios vivenciados pela população amazonense, perante o enfrentamento da 2a onda da Covid-19 no Estado, julgamos ser pertinente se ter muita sabedoria quanto a realização de qualquer evento que envolva um número substancial de pessoas, pois precisamos  priorizar a manutenção da saúde já que a vida é um direito ético universal e o bem maior de toda população do planeta”, destacou ela.

Alunos e estudantes de todo o Brasil pediram novo adiamento do Enem que ocorrerão nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Em âmbito federal, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) não rejeitam a possibilidade de ingressar com um mandado de segurança para impedir que a prova seja realizada em janeiro.

“Há a necessidade de adiamento para o momento até por que nós temos altos registros de casos da doença no Amazonas. E é muito ruim colocar estudantes em salas de aula por cinco ou seis horas. A gente vai continuar fazendo as nossas mobilizações para garantir que mais uma vez o exame seja adiado e aplicado em um momento mais favorável”, afirmou a vice presidente regional da União Nacional dos Estudantes no Amazonas, Rayane Garcia.

ENEM não será adiado segundo INEP

Apesar dos pedidos de adiamento em nível nacional pelos estudantes e educadores, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), reafirmou, na terça-feira (5), que descarta adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, frente ao aumento do número de casos de coronavírus. A instituição destaca ainda que está preparada para a realização das provas em plena pandemia.

Segundo a Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc), a única função que compete ao Estado é a de ceder as escolas públicas ao Inep, o que já foi realizado, o que conclui que a decisão de adiar o Enem é de responsabilidade do Ministério da Educação.

Decreto que exclui a educação do regime de teletrabalho até o dia 31

O Governo do Amazonas publicou, ontem, o decreto N.° 43.271 que altera o documento n.º 43.235, de 23 de dezembro de 2020, que “dispõe sobre o funcionamento dos Órgãos e Entidades da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual, na forma que específica.”

A alteração considera a necessidade de estabelecer que os Órgãos e Entidades da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual adotem, até 31 de janeiro de 2021, o regime de teletrabalho, excetuados aqueles cujas competências estejam diretamente relacionadas ao enfrentamento da pandemia da COVID-19, em especial as unidades integrantes do Sistema Público de Saúde, do Sistema Estadual de Segurança Pública e do Sistema Estadual de Assistência Social, bem como as unidades do Sistema Estadual de Educação.

Vale lembrar que o decreto n.º 43.235, de 23 de dezembro de 2020, suspende as atividades econômicas não essenciais pelo prazo de 15 dias, em decorrência da grave emergência em saúde pública provocada pela pandemia de Covid-19.

ENEM 2020

O estudante que estiver diagnosticado com covid-19 pode pedir para participar da reaplicação da prova que acontecerá nos dias 23 e 24 de fevereiro. A solicitação poderá ser feita na Página do Participante do Enem.

O mesmo serve para outras doenças infectocontagiosas como: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela. O Inep orienta o participante que seja acometido por sintomas de qualquer dessas doenças no dia ou na véspera da realização do Enem a entrar em contato também pela Central de Atendimento, no número 0800-616161, de modo a agilizar a análise do caso.

Entre as medidas implementadas para o Enem 2020, em virtude do contexto de pandemia de COVID-19, estão a disponibilização de álcool em gel aos participantes e a obrigatoriedade do uso de proteção facial durante a prova. O participante poderá levar mais de uma máscara para troca ao longo do dia.

As máscaras serão verificadas pelos fiscais para evitar possíveis infrações, respeitando a distância recomendada. Profissionais que irão trabalhar nos dias de prova, entre aplicadores, fiscais e demais colaboradores, também estão sendo capacitados por meio de cursos a distância, para se adequarem às medidas de segurança sanitária.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.