Publicidade
Eleições
ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Amazonenses elegem neste domingo (27) o novo governador do Estado

Decisão está nas mãos dos 2,3 milhões de 'árbitros' que têm o direito de comparecer às urnas e manifestar sua vontade 27/08/2017 às 08:27 - Atualizado em 27/08/2017 às 09:16
Show show charge domingo
(Charge: Myrria)
Joubert Lima Manaus (AM)

Neste domingo, ocorre a decisão sobre quem vai governar o Amazonas até dezembro de 2018. Em campo no jogo político, Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo (PMDB) estão na disputa por mais um mandato de governador. Mendes já governou o Estado três vezes, e Braga, duas, ou seja, no linguajar esportivo, Amazonino busca o tetra, e Braga, o tri.

É uma disputa de jogadores de nível master, com décadas de experiência e que, apesar da diferença de idades - Amazonino tem 77 anos, e Braga, 56 - começaram suas carreiras no jogo político na mesma época.

Amazonino entrou em campo em 1983, quando assumiu a Prefeitura de Manaus indicado por aquele que foi o técnico de algumas das principais lideranças políticas do Estado: Gilberto Mestrinho. Enquanto Amazonino foi alçado diretamente para o time principal da política amazonense, Braga começou pelas categorias de base, ocupando o cargo de vereador de Manaus a partir de 1981.

Amazonino foi governador pela primeira vez no período de 1987 a 1990. Desse mandato, ele costuma destacar realizações como a construção do Bumbódromo de Parintins, urbanização de bairros e restauração do Teatro Amazonas e do reservatório do Mocó. No ano em que deixou o governo, para assumir uma cadeira no Senado Federal, Eduardo Braga deixava a Câmara Municipal de Manaus e assumia o cargo de deputado estadual.


(Foto: Tiago Rocha)

Mesmo time

Dois anos depois, os dois foram jogar no mesmo time, compondo a chapa vencedora na disputa pela Prefeitura de Manaus: Amazonino prefeito, Braga vice. A parceria continuou nos anos seguintes. Amazonino foi prefeito por apenas dois anos. Em 1995, deixou o parceiro Braga no posto de prefeito e foi assumir seu segundo mandato de governador, quando lançou o programa Terceiro Ciclo, que incentivava a agricultura em larga escala.

Na Prefeitura, Braga aproveitou para valorizar seu passe. Ele e Amazonino promoveram a “ação conjunta”, um pacote de obras na capital, resultado da parceria com o governo do Estado.

Campos opostos

A dobradinha acabou em 1998, quando Braga resolveu disputar o governo do Estado contra seu padrinho político. Pela primeira vez, os dois estavam em campos opostos. Amazonino venceu a disputa ainda no primeiro tempo, ou melhor, no primeiro turno. Reeleito, o terceiro mandato foi marcado por ações como a construção de hospitais, obras de urbanização e a criação da Universidade do Estado do Amazonas.

Eduardo Braga chegou ao governo em 2002. E em 2006 teve sua revanche contra Amazonino, quando foi reeleito em primeiro turno. As disputas entre os dois estão empatadas desde então. Em seus dois mandatos, Braga implantou o Prosamim, substituindo palafitas por habitações populares, criou o Programa Zona Franca Verde, que fomentava a produção sustentável no interior, e iniciou a contrução da Ponte Rio Negro.

Cabe ao eleitor, neste domingo, decidir quem será vitorioso na terceira disputa direta entre Amazonino e Braga pelo governo do Estado.

Além da disputa entre si, os candidatos ainda lutam para superar um outro adversário, os votos brancos, que no primeiro turno totalizaram mais de 15%. As abstenções foram de 24,3%.

Terceiro jogador

Além de Amazonino Mendes e Eduardo Braga, os votos brancos e nulos devem ter muito destaque na disputa deste domingo, a exemplo do que ocorreu no primeiro turno, quando mais de 12% dos eleitores preferiram anular o voto, e mais de 24%, praticamente um quarto dos eleitores, simplesmente preferiram não votar. Pesquisas internas dos próprios candidatos apontam que a tendência deve se repetir no segundo turno.

Blog: Amazonino Mendes, Candidato a governador do Amazonas

“Fizemos uma campanha limpa, em respeito a você. Meu adversário, ao longo desta campanha, fez mais de 4 mil inserções me insultando, me injuriando, mentindo e tentando te confundir. Nós mantivemos a campanha limpa em seu respeito. Por isso mesmo, mais uma vez eu lhe conclamo. Vamos juntos salvar o nosso Estado, com dignidade, a dignidade que nós mostramos. É o que você quer, é o que nós queremos, é o que nós devemos ter. Já está chegando a hora, domingo agora tudo se resolve. Mas olha, tome muito cuidado. O adversário está desesperado. Ele quer confundir você, quer confundir o povo, quer confundir toda a população. Mas você sabe o que faz, já demonstrou que é firme, demonstrou que está seguro e vai lutar com todas as forças, com toda sua inteligência, toda sua habilidade para que o Amazonas encontre a sua redenção. Domingo é o dia da nossa reconstrução, mas nós dependemos muito, muito mesmo de você. Exerça seu poder de escolha. Se posicione. Manifeste a sua decisão de saber que caminho tem a tua preferência. Muito obrigado meu querido amigo e minha querida amiga”.

Blog: Eduardo Braga, Candidato a governador do Amazonas

Hoje é o dia mais importante dos próximos dez anos para o Amazonas. Neste domingo, o eleitor amazonense escolhe o governador que tem a responsabilidade de tirar o Estado da crise e preparar as bases para a retomada do crescimento. Ao longo desta campanha, percorremos mais de 50 cidades, reunimos com diversas entidades representativas de classes e visitamos inúmeras comunidades na capital e no interior. O resultado dessa maratona foi a construção de um plano de emergência que detalha as ações prioritárias do nosso governo e que norteia nosso trabalho para os próximos 15 meses. Nosso compromisso é com o povo do Estado do Amazonas, pois precisamos arrumar a vida da nossa gente. Vamos recuperar a saúde, organizar a segurança, revitalizar a educação, impulsionar a economia e gerar emprego e renda para o amazonense. Esperamos que o eleitor faça valer o seu direito de cidadão e compareça às urnas neste domingo para escolher o melhor para o Estado, votando no 15 de Eduardo e Marcelo. O Amazonas tem jeito e não tem mais tempo a perder. Um ótimo domingo de eleição a todos.

Publicidade
Publicidade