Sábado, 07 de Dezembro de 2019
AGRADECIDO

Amazonino comemora e desabafa: ‘O amor sempre vence a arrogância’

Candidato do PDT ainda parabenizou a terceira colocada do pleito, Rebecca Garcia (PP), e disse que a admira



AMAZONINO_xxxxxxx.JPG Amazonino Mendes acompanhado de seu vice e cabos eleitorais, entre eles Artur Neto. Foto: Euzivaldo Queiroz
06/08/2017 às 20:53

Em entrevista coletiva na noite deste domingo (6), o candidato da coligação “Movimento pela Reconstrução do Amazonas”, Amazonino Mendes (PDT), que vai disputar o segundo turno das eleições suplementares para o Governo do Estado com Eduardo Braga (PMDB), afirmou que “o amor sempre vence a arrogância”.

“O amor vence tudo. Acho que não custa nada a gente ser educado, gentil e saber que ninguém é perfeito. E quando a gente cobra perfeição tem que olhar primeiro pra gente. Jamais devemos tentar criar confusão na cabeça do povo por conta de desavenças. O candidato deveria se sentir enobrecido de disputar e jamais usar artifícios contra o povo. Se vier (Braga) novamente as três mil e quinhentas inserções contra mim, sempre repugnantes, vou usar um velho ditado: Os cães ladram e a caravana passa”, declarou Amazonino.



Na totalidade das urnas, Amazonino fechou o primeiro turno com 39,07% (460.166 votos). Já Braga obteve 22,85 % (269.088 votos).

“Eu devo confessar a vocês que estou com uma incontida, porque esse reconhecimento do povo, nessa altura da minha vida, são coisas espirituais, são coisas do coração. Nossa campanha foi de paz, que respeito todos, até mesmo respeitei aqueles que fizeram mais de três mil inserções contra a gente. Mas a universidade da vida ensina a tolerância e foi o que pautou a nossa caminhada”, declarou o pedetista.

“Exatamente nesse momento todo eleitor era um rei, uma rainha. Essa é a beleza da democracia. Quero agradecer todos os companheiros, desde os mais simples, que estiveram um lampejo de esperança. Saberei ser grato sem complicar ou deixar de dar solução aos problemas da administração, em primeiro lugar vem o povo, depois eles. Vou pedir a Deus muita competência e confiança. Se eu não tivesse competência estaria na minha casa. Eu já era um homem conquistado, mas hoje sou um homem apaixonado pelo povo amazonense”, acrescentou.

Ao contrário do que se viu pela manhã, quando Amazonino votou na sede da Sefaz, sem a presença de aliados, na coletiva o político apareceu ao lado do candidato a vice-governador, Bosco Saraiva, e de seus principais cabos eleitorais – o prefeito Artur Neto (PSDB), e os deputados federais Silas Câmara e Pauderney Avelino (DEM). O senador Omar Aziz não apareceu na coletiva.

O candidato, que acumula em sua trajetória política três mandatos de governador, três de prefeito e um de senador em seu currículo, parabenizou a terceira colocada no primeiro turno - Rebecca Garcia (PP). E não descartou uma possível aliança.

“Eu não acho que é um propósito nem despropósito. Acho que esse é um ato da própria consciência. Eu respeito muito essa senhora, e respeito a ela pela campanha corajosa e limpa que fez”,  elogiou.

A coligação reúne em seu arco de aliança o PDT, DEM, PV, PSDB, PSD, PRB e PSC. A entrevista coletiva, agendada para as 20h deste domingo (6), iniciou pontualmente no comitê central de campanha, localizado na avenida Pedro Teixeira, número 84, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.