Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2021
POSIÇÃO

Ao votar, David Almeida refuta ligação com 'caciques': 'os combato desde 2017'

Candidato disse que é preciso olhar Manaus daqui pra frente e afirmou que espera ir ao segundo turno após uma 'campanha sem ataques'



WhatsApp_Image_2020-11-15_at_11.06.32_214DDD93-7DCB-47E0-9FB4-3F8F228960FB.jpeg (Foto: Josemar Antunes)
15/11/2020 às 11:16

"Eu não tenho ligação com nenhum cacique, não tenho ligação com nenhuma estrutura. Eu os combato desde 2017. Eles já tiveram as oportunidades, agora, vamos discutir Manaus daqui pra frente". Foi com esse discurso que o candidato a prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) falou sobre algumas propostas de campanha na manhã deste domingo (15), antes de votar na Escola Estadual Antônio Lucena Bittencourt, na rua Dona Mimi, no bairro Morro da Liberdade, na Zona Sul de Manaus.

David Almeida estava acompanhado da filha Fernanda Almeida, simpatizantes e assessores. Ele saiu de casa na rua José Chavalier, no mesmo bairro, a 300 metros da sessão eleitoral. Durante o percurso, o candidato cumprimentou moradores e conversou com as equipes de reportagem.



"É uma eleição que podemos discutir os problemas de Manaus. Eu acredito que a população entendeu dessa forma e Manaus precisamos discutir daqui pra frente. Eu tenho esperança de ir para o segundo turno, com todo o respeito aos candidatos, sem ataques. Apesar de ter sido muito atacado, mas a população entendeu a nossa mensagem e, um erro na democracia tem reflexo por quatro anos. A Justiça Eleitoral me concedeu 120 direitos de respostas. Fake news é crime, fake news mata, a desinformação mata. Teve candidato cometendo crime eleitoral e essas pessoas não merecem voto. Eleição é séria, é a vida da população. Eu certeza convicção, se eleito for, nós vamos empreender a maior administração que essa cidade já teve, um prefeito presente. Eu tenho a certeza que a propostas minha e do Marcos Rotta são as melhores para Manaus. Eu represento a esperança da comunidade", declarou David Almeida.

O candidato chegou na zona eleitoral por volta das 10h, exibindo a foto da esposa na camisa, falecida em 4 de dezembro de 2019, em uma clínica em São Paulo. A bacharel em Direito e biblioteconomista Lúcia Almeida lutava contra um câncer no fígado desde 2017. David Almeida registrou o seu voto às 10h11. Após prestar a cidadania, ele acompanhou o voto da filha na Escola Estadual Alberto Vale, no bairro Morro da Liberdade.

O candidato irá fazer uma visita para mãe em  hospital da capital e ficará acompanhando a eleição em casa, acompanhado de familiares, amigos e assessores, no mesmo bairro.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.