Publicidade
Eleições
fiscalização e segurança

Apenas duas urnas foram trocadas neste segundo turno em Manaus

Balanço é de tranquilidade no pleito deste domingo na capital do Amazonas, apesar de ocorrências pontuais 30/10/2016 às 18:13
Show sdsdassdfsdfsdfsdfsdf
Foto: Clóvis Miranda
Geraldo Farias Manaus (AM)

Na ultima coletiva de imprensa no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), neste domingo (30), o balanço dos órgãos de fiscalização e segurança foi de tranquilidade do pleito, neste segundo turno em Manaus. Somente duas urnas foram trocadas no dia, duas ocorrências foram registradas e  foi informado ainda que o problema com a retenção dos ônibus nos terminais foram normalizados.

O diretor do TRE-AM, Messias Andrade, informou que os problemas com urnas registrados durante o dia foram resolvidos, sendo necessárias as trocas de apenas duas urnas que não apresentaram problemas graves, mas os técnicos decidiram troca-las para evitar tumulto na votação. 

O presidente do Tribunal, desembargador Yêdo Simoes, explicou que as denuncias de que onibus estavam sendo retidos nos terminais foram resolvidos, pois a informação dos orgaos de lema ocorreu devido ao período de descanso dos motoristas e cobradores. "Essa foi a ultima informação que os orgaos de transporte nos passaram, que não houve retenção e sim uma pausa de descanso", informou Simões. 

A sensação de tranqüilidade do pleito também foi relatada pelo procurador da República Victor Riccely. "Esse segundo turno foi bem mais tranqüilo que o primeiro. O balanço todas as denúncias que recebemos durante o dia serão apuradas e posteriomente, caso sejam constatados, serão incriminadas", disse Riccely. 

O comandante do Comando Geral da Amazonia (CMA), general Antonio Miotto, informou que 5019 homens atuaram no primeiro turno no Estado e 1279 homens nesse segundo turno em Manaus,com  15 órgãos militares, sem incidentes. "Se não tivemos incidentes foi pelo planejamento eficiente. Nossos homens tinha regras de conduta que todos sabiam o que fazee", frisou. 

O secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, pontuou dois aspectos importantes para a SSP-AM, com diretrizes de se colocarem a disposição da Justiça Eleitoral e atendendo ao planejamento feito. "Com uma participação isenta de qualqer outros interesses de atender a justiça eleitoral. Quero dizer que todas as tentativas de despestabilizar  segguranca, com cartas, temos o estado sobre o controle e vemos isso com o resultao das eleições com pouquíssimas ocorrências. Um ou outro crime sempre ocorre, mas asseguramos ao cidadão eu nos estamos sobre controle, estamos com todo o controle em nossa região. Que essas mensagens nada mais são do que trotes com tentativa de desestabilização que não foram alcançados prova com o dia da eleição"

"A PM desde sexta atuando nas eleições, 115 para a segurança as urnas, 1800 homens nas ruas de Manaus para garantir um pleito seguro. A orientação do nosso governador foi atuar com isenção, atuássemos nos crimes eleitorais com isenção e isso foi feito", disse o coronel da PM Sergio Farias.

Publicidade
Publicidade