Publicidade
Eleições
AO ATAQUE

Artur comemora vantagem no primeiro turno e faz críticas a Marcelo Ramos

Prefeito citou operação da PF, atacou alianças do adversário e disse que acha melhor enfrentar Marcelo que disputar contra Eduardo Braga 02/10/2016 às 20:47 - Atualizado em 03/10/2016 às 15:28
Show whatsapp image 2016 10 02 at 20.18.18
Artur disse que os mais de cem mil votos de diferença para Marcelo Ramos no primeiro turno tornam o resultado muito satisfatório (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Janaína Andrade Manaus (AM)

Confirmado o segundo turno pela Prefeitura de Manaus, o candidato à reeleição, Artur Neto (PSDB), declarou, em coletiva à imprensa, que ficou satisfeito com o resultado das eleições. Artur teve 35,17% dos votos, contra 24,86% de Marcelo Ramos.

"Colocamos uma vantagem de mais de 100 mil votos do segundo colocado.  De um lado temos o comandante  de uma prefeitura que enfrentou uma das piores crises, que se portou com ética, que não faz concessões ao bom comportamento público. E do outro lado temos um grupo que está falindo a saúde pública do Estado", afirmou Artur, em referência ao governador José Melo, cujo partido integra a chapa de Marcelo Ramos.

A coletiva ocorreu às 20h, na Arena 45, comitê central da zona Leste da coligação Por Uma Só Manaus, localizado em frente ao Shopping T4, na Avenida Camapuã.

 Ao lado do candidato a vice, Marcos Rotta (PMDB) e do senador e ex-governador do Amazonas, Eduardo Braga, que é presidente do PMDB, o candidato tucano fez duras acusações contra os aliados de Marcelo Ramos, e disse quye a disputa "o excita". "Agora vou mostrar quem tem e quem não tem liderança para governar essa cidade. Quem tem e quem não tem tutano".

Ao falar sobre a busca por apoios no segundo turno, Artur voltou a atacar o governador do Estado. "Dos candidatos que estão aí, eu não vou procurar o Henrique. Porque o Henrique me cheira a Melo, e o que cheira a Melo está fora daqui", atacou o prefeito, alegando que José Melo "descumpriu todos os compromissos com a Prefeitura de Manaus".

O senador Eduardo Braga também atacou o governador José Melo e citou a Operação Maus Caminhos e a crise na saúde pública. Mas elogiou a campanha de Artur Neto e disse que a união do atual prefeito com Rotta representa a mistura da renovação com a experiência. "Eu e Artur podemos ter nossas diferenças, mas amamos Manaus", disse o senador, afirmando que vai para as ruas no segundo turno.  " Ganhamos no primeiro turno e vamos entrar com toda disposição e garra neste segundo turno. Ninguém ganhou essa eleição ou vai ganhar sozinho. E ninguém é mais importante que os nossos candidatos majoritários".

Na coletiva, Artur ainda ressaltou que nunca negou o fato de ser aliado de  Braga nestas eleições e criticou novamente a postura de Marcelo Ramos. "Ele que negou em negar que é apoiado pelo Melo. Eu nunca neguei que sou aliado do Braga. Eu prefiro enfrentar quem eu vou enfrentar do que enfrentar o Braga".

O atual prefeito teve 364.485 mil votos, ou 35, 17% do total, enquanto Ramos registrou 257.689 votos, ou 24,85% do total.

 

Publicidade
Publicidade