Publicidade
Eleições
dia decisivo

Artur Neto vota em clima de otimismo e diz que não pensa em derrota

Ao ser questionado sobre a primeira coisa que faria depois de uma eventual vitória, Artur pensou alguns segundos e disse: “não sei, talvez dar um beijo na minha mulher” 30/10/2016 às 09:10 - Atualizado em 30/10/2016 às 13:40
acritica.com Manaus (AM)

O prefeito e candidato à reeleição Artur Neto (PSDB) chegou à Escola Dom Pedro II, o tradicional Colégio Estadual, no Centro de Manaus, às 8h40, e mostrou um clima de “já ganhou” antes de votar no segundo turno. 

Artur tinha chegada prevista para as 8h no colégio, mas atrasou 40 minutos. Ele estava acompanhado da mulher, Elisabeth Valeiko, do candidato a vice, o deputado federal Marcos Rotta (PMDB), e de vários aliados de campanha. “Tudo que estou pensando não é em derrota, é numa vitória que não é minha, mas é do povo de Manaus”, afirmou Artur, a caminho da sala de votação. "Não sou de tirar os pés do chão, mas tenho muita confiança na vitória".

O candidato aproveitou ainda para fazer campanha mais uma vez antes de votar, afirmando que amanhã assina a Lei de Incentivo à Micro e Pequena Empresa. “Amanhã vou estar numa frente de obras”, acrescentou Artur, dizendo que pela manhã irá “fiscalizar o asfalto e à noite a iluminação de LED”. 

Sem citar nominalmente o adversário Marcelo Ramos (PR), Artur disse que este é o momento de quem tem experiência para comandar a cidade . "É a hora da diferença de quem já fez e quem não sabe se pode fazer”.

Ele aproveitou ainda para fazer uma avaliação da campanha e mostrou otimismo. "A expectativa é a melhor possível. Fizemos um trabalho bom, um trabalho limpo, correto, mergulhamos na sociedade. Tenho uma obra limpa para mostrar e mostrei também as nossas deficiências".

Ao ser questionado sobre a primeira coisa que faria depois de uma eventual vitória, Artur pensou alguns segundos e disse: "não sei, talvez dar um beijo na minha mulher".

Na saída do Colégio Estadual, Artur seguiu  para acompanhar o seu candidato a vice, Marcos Rotta, que votou na Escola Estadual Álvaro Botelho Maia, no bairro Parque 10, na Zona Centro-Sul da capital.

Após acompanhar Rotta, ele seguiu para acompanhar a mulher, Elisabeth Valeiko, que votou na Escola Angelo Ramazotti. Após isso, ele afirmou que iria para casa descansar. "Ainda nem tomei café, tomei só um Red Bull", disse o prefeito. 

Publicidade
Publicidade