Publicidade
Eleições
ALÔ AMAZONAS

'De frente com a realidade': Hissa acompanha cidadão em busca de emprego

Quadro do Alô Amazonas vai mostrar candidatos encarando situações que o cidadão enfrente no dia a dia 29/08/2016 às 17:28 - Atualizado em 29/08/2016 às 17:51
Kelly Melo Manaus (AM)

Desempregado há três anos, Jorge Luís Nery de Oliveira, 30, tem lutado para voltar ao mercado de trabalho. Mas são muitos os entraves que ele tem encontrado no meio do caminho para se recolocar no mercado, mesmo tendo experiência comprovada na carteira. 

Às cinco da manhã de uma segunda-feira,  A CRÍTICA acompanhou a “peregrinação” de Jorge que hoje ganha a vida dando aulas de zumba para sobreviver. Pelo menos três vezes na semana, ele sai de casa, no São José, na Zona Leste, e vai a um dos postos do Sine Manaus, no Centro, em busca de uma oportunidade de emprego. 

“É difícil porque sempre saio cedo, pego ônibus e lá (no Sine) enfrento uma fila gigante para no final não receber nenhuma resposta positiva. Nunca tem vaga para a minha experiência”, afirma ele, que já trabalhou como auxiliar de produção. 

Assim como Jorge, centenas de pessoas se deslocam todos os dias ao Sine em busca do mesmo sonho. Esse drama foi acompanhado pelo deputado federal Hissa Abrahão (PDT), atualmente candidato a prefeito de Manaus nas eleições 2016.  Ele foi o primeiro 'prefeiturável' a participar do quadro 'De Frente com a Realidade', que está sendo exibido diariamente, a partir desta segunda-feira, pelo programa Alô Amazonas, da TV A Crítica.  O candidato ficou ‘de frente com a realidade’ não só do professor de zumba, mas também de centenas desempregados, que todos os dias vão atrás de alguma oportunidade no Sine. 

Nas primeiras horas do dia, Hissa Abrahão acompanhou os passos de Jorge Luís, e juntos, eles esperaram por mais de duas horas para conseguirem consultar o cadastro de vagas disponível. Infelizmente, mais uma vez o professor de zumba saiu do local sem uma resposta positiva. “Não tem nada. Mas não podemos perder a esperança”, disse ele. 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Manaus registrou um aumento de 17,4% de desocupação no segundo trimestre deste ano, o que representa 188 mil pessoas fora do mercado de trabalho. 

Para Hissa, o município pode interferir nesse índice se descentralizar o serviço para outras zonas da cidade, já que o Sine Manaus possui um  outro posto no bairro Cidade Nova, na Zona Norte, e dar opções de qualificação profissional além de aumentar parcerias com as empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM). Uma das ideias do candidato é, se eleito, construir um posto do Sine Manaus na Zona Leste para facilitar o acesso às pessoas que moram nessa região da capital.

Confira a reportagem do Alô Amazonas

 

Publicidade
Publicidade