Publicidade
Eleições
Prisão de candidato

Declaração de Henrique Oliveira em debate provoca polêmica entre os candidatos

No debate do último domingo (25), o candidato do SDD declarou que um candidato à Prefeitura de Manaus pode ser preso até sexta-feira (7) por usar dinheiro público na campanha 27/09/2016 às 09:34 - Atualizado em 27/09/2016 às 09:35
Show candidatos
Debate da TV A Crítica, na noite de domingo, foi marcado por uma saraivada de críticas ao prefeito Artur Neto pelos outros seis candidatos que participaram do evento. Foto: Evandro Seixas
Lucas Jardim Manaus (AM)

Após o debate promovido pela TV A Crítica/Record, na noite de domingo (25), alguns dos participantes responderam à polêmica declaração de Henrique Oliveira (SDD) de que até sexta-feira (7), um candidato à Prefeitura de Manaus pode ser preso por usar dinheiro público na campanha.

Referindo-se à operação Maus Caminhos, da Polícia Federal, saudada por Henrique (atual vice-governador do Estado) durante o programa e que investiga possíveis esquemas de corrupção no setor da saúde do Estado, Marcelo Ramos (PR) respondeu apontando dedos. “Dos candidatos que conheço, os únicos que têm relação com a operação Maus Caminhos é ele mesmo (Henrique) e o Artur (Neto), que contratou sem licitação a empresa de um dos presos. Os dois não devem estar dormindo”, disse.

Para Serafim Corrêa (PSB), quem tem que se posicionar sobre a declaração é o próprio vice-governador. “Cabe a ele dizer quem vai ser preso. Eu não tenho absolutamente nada a ver com isso. Como diz o caboclo do interior: ‘Me inclua fora dessa’. Vamos aguardar o dia do prazo que ele deu para ver se essa prisão se concretiza”, afirmou o candidato.

Hissa Abrahão (PDT) também disse que pretende esperar para ver o que acontece, mas que não sabe até que ponto Henrique foi sensato. “Eu não sei se o candidato se excedeu no calor do momento ou se ele tem informações que nós (demais candidatos) não temos. Vamos aguardar o desenrolar dos acontecimentos, mesmo porque a Polícia Federal está investigando e quem tiver envolvimento com o esquema pode mesmo ser preso”, declarou.

Maus Caminhos

A operação que foi tema de várias declarações no debate na TV A Crítica desarticulou uma organização criminosa que desviava recursos da saúde do AM. De acordo com as investigações da polícia, há o envolvimento de agentes públicos e empresários em fraudes que somam mais de R$ 110 milhões.

Saldo

De maneira geral, os candidatos viram no debate um saldo positivo e uma oportunidade do público consolidar o seu voto a uma semana antes da eleição. Segundo Silas Câmara (PRB), “foi um debate muito produtivo e dinâmico”, opinião partilhada por Hissa. “Foi tão dinâmico que o tempo passou até rápido”, comentou o político do PDT.

Repercussão

Henrique, autor da polêmica declaração, disse que tem apreciado a repercussão do debate. “Enquanto político, a gente é cobrado, e eu não posso ser misturado, estar no mesmo saco que esse pessoal. [...] Eu agi dessa forma, então acho que foi muito boa a repercussão”, comentou.

Publicidade
Publicidade