Publicidade
Eleições
Reconhecimento das digitais

Eleitores enfrentam problemas na biometria para votar em escola do bairro Tarumã

Sem o reconhecimento das digitais, eles precisaram votar “à moda antiga”, assinando o livro de votação 30/10/2016 às 14:19
Show c56edb3e ba4e 45e6 a655 4a2b928546b1
Caso ocorreu na Escola Municipal Professor Manuel de Campos Sales, no bairro Tarumã, Zona Oeste
Mônica Prestes Manaus (AM)

Eleitores enfrentaram problemas no uso da biometria para votar neste domingo (30), durante o segundo turno das eleições municipais, em Manaus, na seção 510 da zona eleitoral 62, que fica na Escola Municipal Professor Manuel de Campos Sales, no bairro Tarumã, na Zona Oeste da capital.

Sem o reconhecimento das digitais, eles precisaram votar “à moda antiga”, assinando o livro de votação. Segundo os eleitores, a mesma situação ocorreu durante as eleições do primeiro turno, no dia 2 de outubro. Eles foram orientados a procurar o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) para refazer o cadastramento da biometria.

“Tentei os quatro dedos das duas mãos e não reconheceu. Tive que assinar o livro e ainda vou precisar ir ao TRE para refazer o cadastro. E esse problema já tinha acontecido no primeiro turno”, relatou a professora Silmara Souza, de 52 anos.

Também eleitor da zona 510, o comerciante Johney Farias, de 43 anos, também passou pelo mesmo problema nos dois turnos. “Apesar do problema não ter sido resolvido do primeiro para o segundo turno, nãao provocou grandes transtornos na fila, pelo menos no horário em que eu vim votar”, contou ele.

Publicidade
Publicidade