Publicidade
Eleições
Reflexos do pleito

'Há dois anos o choro foi de tristeza, hoje é de alegria', diz Sabino, 'eleito' deputado-federal

Eleição de Artur Neto (PSDB) garantiu vaga na Câmara de Deputados ao político, que assume no lugar Marcos Rotta (PMDB), eleito vice-prefeito 30/10/2016 às 20:28
Show asdasdasdasdasd
Em julho, o presidente estadual do PTB anunciou apoio a Artur Neto, antes mesmo do PMDB (Foto: Aguilar Abecassis)
Lucas Jardim Manaus (AM)

Neste domingo (30), os manauaras também escolheram um novo deputado federal: Sabino Castelo Branco. Com a vitória de Artur Neto (PSDB) nas eleições municipais deste ano, o político do PTB vai a Brasília substituir Marcos Rotta (PMDB), vice do tucano, na Câmara Federal, uma vez que é primeiro suplente da vaga do peemedebista.

Isso marcará sua volta a Brasília, depois de servir um mandato como deputado federal entre 2011 e 2014 e não ter conseguido se reeleger nas últimas eleições nacionais. "Há dois anos, houve choro de tristeza, hoje é de alegria", comentou o novo parlamentar do Amazonas na capital federal.

Sabino confirma que sabia que a vitória de Artur o levaria de volta ao seu antigo cargo, mas que sua expectativa durante a campanha era de que o melhor candidato para Manaus vencesse.

"Isso foi algo debatido quando o Marcos Rotta se juntou à chapa, mas você tem de lembrar que meu partido foi o primeiro que anunciou apoio ao Artur. Ele era o mais preparado, mais experiente, para governar Manaus. Entrei na campanha, não pensando em fazer negócio, mas no melhor para a cidade", disse.

Ele criticou as menções pouco lisonjeiras de seu nome feitas por Marcelo Ramos (PR), rival do tucano nas urnas, durante o último debate televisivo, transmitido na última sexta-feira (28), mas acha que isso pode ter contribuído para o resultado da eleição.

"Fui criticado várias vezes pelo Marcelo. Ele gostava de usar meu nome para atacar o Artur e isso não tinha nada a ver, mas isso faz parte do jogo político. Agora, ele precisa pensar que ele acabou nos ajudando e que muitas pessoas votaram no Artur por causa do que ele falou de mim no último debate na televisão", declarou.

Ele disse ainda que espera trabalhar em Brasília de forma a ajudar Manaus e o Amazonas. "O Artur ganhou, mas nenhum prefeito governa a cidade sozinho. Toda a aliança que ajudou a elegê-lo governa com ele. Ainda não conversamos sobre como trabalharemos juntos a partir do ano que vem, mas sei que volto a Brasília para fazer o que sempre fiz: trabalhar para ajudar o povo daqui", concluiu.

Publicidade
Publicidade