Publicidade
Eleições
Eleições 2016

Justiça eleitoral apreende carregamento de telhas em Autazes, no Amazonas

Juiz eleitoral do município interceptou material da prefeitura sob suspeita de que seriam usadas para cooptar votos 23/08/2016 às 21:47 - Atualizado em 24/08/2016 às 09:52
Show whatsapp image 2016 08 23 at 14.28.30
Carregamento de telhas estaria sendo transportado para uma comunidade rural como parte de um programa social (Foto:Divulgação).
Janaína Andrade Manaus

A justiça eleitoral de Autazes (a 118 quilômetros de Manaus) apreendeu ontem um caminhão da prefeitura do município carregado de telhas por suspeita de que o produto seria utilizado para comprar votos. No município, além do prefeito José Thomé Filho (PSD), que  disputa a reeleição, outros dois concorrem no pleito do dia 2 de outubro. 

A reportagem levantou que  às 8h da manhã de terça-feira, um caminhão deixou a garagem da Prefeitura de Autazes e pegou a balsa às 8h30 em direção a outra margem do Rio Autazes. “As pessoas que estavam na balsa estranharam a quantidade de telhas no caminhão da prefeitura e o fato de que não há nenhuma obra em andamento no município, nem nas comunidades próximas. Quando a balsa aportou do outro lado, já foi interceptado pelo TRE local”, disse um morador que pediu para não ser identificado.

O caminhão, após ser apreendido,  retornou para a cidade e foi deixado em frente ao cartório eleitoral.  Questionado sobre a apreensão, o prefeito de Autazes José Tomé Filho afirmou, por telefone, que não estava na cidade e que só retornaria hoje. “Eu acho que é alguma obra da Secretaria de Assistência Social do município. Nada ilegal, mas vou verificar”, disse o prefeito.
 
O secretário de Governo, Josenil Melo, contou que as telhas seriam utilizadas para cobrir “casas de pessoas carentes”. “Na realidade a Prefeitura de Autazes tem um programa de assistência social e está cumprindo esses programas. A Secretaria de Assistência Social foi entregar essas telhas dando continuidade a este serviço. Não há nada ilegal. Essas telhas estavam sendo levadas para a comunidade Açuturanga para atender as pessoas carentes, para cobrir as casas das pessoas. Mas não foi nenhum programa criado agora. Isso já existe há muito tempo”, falou.

Eleição
De olho nos royalties oriundos da exploração de silvinita, há  três grupos políticos se articulando para conquistar o cargo de prefeito de Autazes (a 118 quilômetros de Manaus) na eleição deste ano. O município pode se tornar a próxima Coari do interior do Amazonas com o início da extração mineral para a qual já foram anunciados investimentos de 2,5 bilhões de dólares.

Além de Thomé, concorrem Andreson Cavalcante (Pros), que tem como vice, Marcelo Tupinambá, do PSDB. O deputado estadual, Sabá Reis (PR), também disputa o cargo de prefeito em Autazes. Ao seu lado, no posto de vice, está o pastor evangélico Alberson Silva.

 

Publicidade
Publicidade