Publicidade
Eleições
RECURSO

Marcelo Generoso diz que vai recorrer após multa de R$ 53 mil: "Justiça foi enganada"

Blogueiro foi condenado por divulgar pesquisa eleitoral falsa via Whatsapp, mas diz que o ato "não foi por maldade" 24/08/2017 às 12:31
Show generoso
Marcelo Generoso diz que vai ao CNJ e ao Conselho do Ministério Público
acritica.com Manaus

O blogueiro Marcelo Soares de Oliveira, conhecido popularmente como Marcelo Generoso, afirmou, por meio de nota, que irá recorrer da multa de R$ 53 mil imposta pela Justiça Eleitoral por divulgar pesquisa eleitoral inexistente via whatsapp.  Ele disse que irá provar que a Justiça foi enganada por quem o denunciou.

Na extensa nota, Marcelo se defende dizendo que recebeu a "pesquisa" divulgada por ele de amigos e que questionou se os dados procediam ao enviar as mensagens.  "As pessoas que me enviaram são do meu círculo de amizade, portanto, eu confiei. Mesmo acreditando nas informações, postei a tal pesquisa com a seguinte pergunta: Procede a informação? A maioria disse que sim", alegou ele.

Após fazer a divulgação da pesquisa - que segundo a Justiça Eleitoral nunca existiu -, Generoso disse ter sido alertado por um deputado federal  de que o levantamento era falso. "Imediatamente eu fiz a exclusão dos grupos e minha página, uma falha humana que todos já cometeram, eu não o fiz por maldade", afirma.

O blogueiro acusa membros de uma coligação de apagar parte de sua mensagem enviada aos grupos de Whatsapp. " Printaram e encaminharam à justiça eleitoral, que foi enganada por quem denunciou e eu provo".  Ele afirma, ainda, que irá ao Conselho Nacional de Justiça e também ao Conselho Nacional do Ministério Público porque "tem muita coisa que precisa ser investigada, alguém precisa corrigir esses erros".

Publicidade
Publicidade