Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
martelo batido

Omar Aziz decide apoiar candidatura de Marcelo Ramos à prefeitura

União entre Artur e Braga fez o senador do PSD reagir e buscar novo aliado. Reunião na manhã desta sexta-feira (5) deve selar a parceria entre o PSD e o PR na disputa municipal



mnm.jpg Fotos: Arquivo / AC
05/08/2016 às 00:19

Após horas de reunião na noite desta quinta-feira (4), o grupo comandado pelo senador Omar Aziz (PSD) decidiu apoiar a candidatura de Marcelo Ramos (PR) à Prefeitura de Manaus.

“Houve uma reunião hoje (4). Amanhã (5) de manhã haverá uma nova reunião no escritório do Omar, mas a decisão é essa. Participaram da reunião de hoje, além do Omar, o deputado Alfredo, o Marcelo, o Pauderney Avelino e o Josué Neto”, revelou um membro do PR, que não quis ser identificado.

O deputado federal Alfredo Nascimento, presidente estadual do PR, e o colega de Parlamento, Pauderney Avelino (DEM), participaram da conversa. 

Segundo a fonte, Alfredo assumiu compromisso com Marcelo Ramos de mantê-lo na cabeça da chapa. “O Alfredo não abriu mão disso. Vamos para o segundo turno”, concluiu.

Omar Aziz tomou a decisão de romper a aliança política que havia anunciado no dia 23 de julho com o prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), depois que o tucano decidiu unir-se a um antigo inimigo político, o senador Eduardo Braga, presidente estadual do PMDB no Amazonas.

Na quarta-feira (3), Omar concedeu entrevista a uma rádio e anunciou o rompimento. Segundo ele, política não é “vale-tudo”. “Não faço reunião escondida. Eleição não pode valer tudo. Estendi a mão ao prefeito, demonstrei meu amor a Manaus na prática. Reunião às escondidas não faz parte de como eu vejo a política. Consegui dinheiro com muito esforço e não pedi nenhum cargo. Manaus precisa de vigor. Não sou candidato nesse momento, mas quero ajudar Manaus. Não vou decidir nada sozinho. Quero o melhor para a cidade”.

AMADURECIMENTO

Na quinta-feira da semana passada, Marcelo Ramos comentou os motivos para sua campanha rumo à chefia do Executivo da cidade e respondeu perguntas sobre suas alianças políticas e quanto à composição de chapa.

Na ocasião, Marcelo reiterou que se coloca na disputa representando o novo, apostando em uma mudança “segura e transformadora”. Perguntado sobre como a sua aliança com o atual deputado estadual Alfredo Nascimento (PR), velho cacique da política amazonense, se encaixa nessa sua visão de propostas novas, ele a atribuiu a um amadurecimento seu.

Republicano

Marcelo Ramos disse na mesma entrevista da semana passada que  “um prefeito republicano, que respeita os valores da República, não é prefeito do seu partido. Ele é prefeito do povo da cidade de Manaus”, ao se referir ao relacionamento com a Presidência da República. Para  ele, a relação será institucional. Não importa se será Temer ou Dilma.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.