Publicidade
Eleições
AUTONOMIA

PM adota esquema para evitar envolvimento de policiais em campanhas políticas no AM

Subcomandante da Polícia Militar, Euler Cordeiro, explicou que cada município terá um oficial de posto superior ao militar que comanda a corporação local. Cerca de 900 policiais devem ser enviados ao interior do Estado 13/09/2016 às 10:40
Show pm
Medida quer afastar polícia das influências locais e evitar acusações (Foto: Arquivo/AC)
Joana Queiroz Manaus (AM)

O comando da Polícia Militar do Amazonas vai enviar, nos dias que antecederão a eleição de 2 de outubro, a cada município do interior um oficial de posto superior ao militar que comanda a corporação local. A intenção é de dar maior segurança e autonomia aos policiais que vão atuar e assim não haver nenhum tipo de ingerência sobre o efetivo. A informação é do subcomandante geral da Polícia Militar, Euler Cordeiro.

“Estamos tendo essa preocupação de enviar esse oficial para que prováveis candidatos não envolvam nossos policiais em suas campanhas”, disse o subcomandante. De acordo com ele, a Polícia Militar vai estar em todos os municípios, inclusive naqueles que vão receber as tropas federais.

Euler Cordeiro disse que a Polícia Militar vai atuar durante as eleições municipais de 2016 em parceria com as demais forças Estado com a Secretária de Segurança Pública e com o TER que é o gestor do sistema de eleições aqui no Amazonas, assim como com as Forças Armadas que são fundamentais.

“Estamos mandando reforço policial para todos os municípios. Para um mais, para outros menos, dependendo do que for necessário”, disse o subcomandante. Euler Cordeiro disse que na capital não será diferente em relação a segurança dos locais de votação para que o pleito ocorra dentro da maior segurança possível.

De acordo com o subcomandante, 900 policiais serão mandados para os municípios do interior. Estes vão se unir ao efetivo já fixado no interior. Os mesmos já estão sendo tiradas das unidades administrativas, o local onde for comprovado maior complexidade vai receber reforço maior.

A Polícia Militar vai estar à disposição do juiz eleitoral de cada comarca que é quem é o presidente do pleito em cada município. De acordo com o subcomandante, até o momento, está prevista a presença das forças federais em 32 municípios. Até ontem em 14 municípios já estava confirmada a presença delas em 14 municípios. Euler Cordeiro não revelou os nomes desses municípios.

Ministério Público Eleitoral (MPE) deu parecer favorável para receber tropas federais no pleito do dia 2 de outubro para Marãa, Santa Isabel do Rio Negro, Manicoré e Boca do Acre.

Publicidade
Publicidade