Publicidade
Eleições
mudança de lado

PPL deixa coligação de Artur e vai apoiar Marcelo Ramos no segundo turno

Partido teve um vereador reeleito, Éwerton Wanderley, que em 2012 disputou as eleições pelo PSDB, partido do prefeito e candidato à reeleiçao 06/10/2016 às 17:20
Show whatsapp image 2016 10 06 at 16.24.15
A aliança do PPL com Marcelo Ramos foi acertada em reunião realizada no início da tarde de hoje (Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus (AM)

O Partido da Pátria Livre (PPL), que no primeiro turno fez parte da coligação que apoiou a candidatura  à reeleição do prefeito Artur Neto,  mudou de lado e declarou apoio a Marcelo Ramos no segundo turno.

É o segundo partido que estava ao lado de Artur que anuncia apoio ao candidato do PR. O primeiro foi o PSL, do ainda vereador Massami Miki, que anunciou a troca nesta quarta-feira. 

A aliança do PPL com Marcelo Ramos foi acertada no início da tarde, numa reunião em que participaram o presidente estadual do partido, José Campelo, o vereador reeleito Ewerton Wanderley, e o primeiro suplente Robson Almeida, o Robinho. “Chegamos à conclusão que Marcelo é a melhor opção para Manaus e isso ficou claro no decorrer da campanha de primeiro turno e em especial nos debates”, justificou José Campelo. 

Ewerton Wanderley, único vereador do partido, foi eleito em 2012 disputando a eleição pelo PSDB de Artur. Na janela partidária, no entanto, migrou para o PPL. 

Além do PPL e do PSL, Marcelo recebeu apoio de Silas Câmara e Serafim Corrêa, que ficaram em terceiro e quinto lugar no primeiro turno, e do ex-deputado federal Francisco Praciano, do PT.

Até aqui, neste segundo turno, Artur Neto ainda não recebeu nenhum apoio de candidatos que foram adversários, e emitiu nota afirmando que não aceita "fatiar o secretariado em partidos".

Publicidade
Publicidade