Publicidade
Eleições
TROCA DE BARCO

PSL deve rachar com Artur Neto e apoiar Marcelo Ramos no segundo turno

A decisão, adiantada pelo presidente regional da sigla, Tony Medeiros, ainda será formalizada em uma reunião do partido que deve acontecer nesta quarta-feira (5) 05/10/2016 às 12:49 - Atualizado em 05/10/2016 às 14:17
Show fotorcreated
Tony Medeiros e Marcelo Ramos já trabalharam juntos em projetos de lei na época em que ambos eram deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Foto: Arquivo AC e Aguilar Abecassis)
Lucas Jardim Manaus (AM)

O presidente regional do PSL, Tony Medeiros, afirmou que a sigla deve apoiar a candidatura de Marcelo Ramos (PR) à Prefeitura de Manaus no segundo turno das eleições municipais deste ano.

A decisão ainda será formalizada em uma reunião do partido que deve acontecer nesta quarta-feira (5). Caso se concretize, ela representará a cisão do PSL com a chapa de Artur Neto (PSDB), que a sigla apoiou no primeiro turno. Tony Medeiros, vice-prefeito eleito de Parintins, disputou a eleição em uma chapa encabeçada por Bi Garcia, que também é do PSDB.

Membros do PSL, como o vereador Massami Miki, ficaram insatisfeitos com a falta de participação do tucano na campanha pelos candidatos proporcionais do partido, o que pode colaborar para que o PSL opte por uma nova aliança.

"Eu sei que há outros vereadores insatisfeitos. O Artur não sentou nem teve uma reunião conosco durante todo o tempo de campanha. Eu e o presidente Tony pedimos várias vezes para que isso acontecesse, para alinharmos o discurso, mas não ocorreu. Se tivéssemos tido real apoio político dele, teríamos conseguido eleger pelo menos mais um vereador da nossa coligação proporcional", afirmou o parlamentar, explicando que, da coligação que o PSL tinha com o PRP para os cargos legislativos, só Glória Carrate (PRP) foi eleita.

Publicidade
Publicidade