Publicidade
Eleições
Ação

Rebecca Garcia tem segundo candidato a vice sob risco de impugnação no TRE-AM

Felipe Souza, que substituiu Abdala Fraxe na chapa da candidata do PP, teve o pedido de registro contestado por Liliane Araújo, candidata do PPS 03/08/2017 às 12:07 - Atualizado em 03/08/2017 às 12:15
Show rebecca
Rebecca substituiu o primeiro vice Abdala Fraxe, barrado pelo TRE, por Felipe Souza (Foto: Jander Robson- 25/jul/2017)
Geizyara Brandão Manaus

A candidata Rebecca Garcia (PP) vai disputar o primeiro turno das eleições suplementares para o governo do Amazonas, que acontecem no próximo domingo, com o vice Felipe Souza (PODE) tendo sua candidatura ameaçada por um pedido de impugnação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM). O primeiro vice dela, Abdala Fraxe, teve o registro de candidatura indeferido, com base na Lei da Ficha Limpa. 

O pedido de impugnação foi feito pela candidata do PPS ao Governo do Estado, Liliane Araújo. O presidente do PPS, Elcy Barroso, afirmou ontem que a decisão de  Liliane, que também teve o registro barrado pelo TRE-AM em julho, foi à revelia do partido. "Foi uma escolha unilateral dela. Nós, do partido, não concordamos com esse tipo de atitude. Nós queremos fazer uma campanha voltada para propostas, para crescimento e não com essas coisas de ataque", explicou.

A coligação de Rebecca tem sete dias para apresentar defesa. Segundo o secretário do judiciário da corte, Waldiney Albuquerque, o processo será encaminhado para o Ministério Público Eleitoral (MPE) e na sequência para julgamento, o que não deve ocorrer antes do primeiro turno.  

Ontem, o  advogado da coligação “Coragem para Renovar”, de Rebecca,  Caupolican Padilha, afirmou que estão muito tranquilos com relação aos prazos, pois já era previsto que ocorresse. “Essa leitura com relação ao prazo já estava bem clara de que não há irregularidade”, expôs.

Publicidade
Publicidade