Publicidade
Eleições
Mais um no páreo

Rede avalia lançar candidatura de Luiz Castro à Prefeitura de Manaus

Parlamentar tinha desistido de concorrer, mas repensou decisão e estuda composição com o Psol 28/07/2016 às 17:56 - Atualizado em 28/07/2016 às 20:05
Show show fgdfgdfgdfgdg
Castro (à direita) está em seu quinto mandato na ALE-AM e foi prefeito de Envira por duas vezes (Foto: Antônio Lima)
Janaína Andrade Manaus (AM)

Após abrir mão da pré-candidatura em fevereiro, alegando problemas de ordem pessoal, o deputado estadual Luiz Castro (Rede Sustentabilidade) divulgou, ontem, que está reconsiderando a decisão de concorrer a Prefeitura de Manaus. Procurado pela reportagem, Luiz Castro afirmou que teve uma reunião com a executiva regional da sigla para discutir sua candidatura. 

“Vamos analisar e decidir com calma, ao longo da semana. Sem precipitação. A Convenção deve ser no dia 05. Mas até lá vamos estudar e definir o melhor caminho - candidatura própria ou coligação na proporcional. Temos tempo. Tanto que tem a minha decisão e tem a decisão da Rede. Não vou dizer que serei, nem que não serei”, declarou o parlamentar.

O porta-voz municipal da Rede, Rodrigo Araújo, afirmou que “Luiz Castro é o candidato da Rede Sustentabilidade”. “Já temos isso definido há alguns dias. Ontem tivemos uma reunião da Comissão Municipal e hoje com a militância da sigla. Mas decidimos não divulgar os locais”, declarou Rodrigo.

Alianças

O deputado estadual Luiz Castro (Rede), diz que em Manaus a aliança mais viável para a sigla é com o PSOL, principalmente por causa da independência programática dos socialistas. Leia-se ausência das digitais de caciques. Mas segundo Castro, “não deu certo”.

“A gente, na verdade, iniciou um diálogo com o PSOL, mas não deu certo porque uma parte do PSOL quer, mais também tem aqueles que querem manter a candidatura própria e fizeram um apelo à Rede se eu não aceitaria concorrer numa aliança com o PSOL, já que eu já superei algumas questões de saúde na família que estavam me ocupando há um tempo atrás. Só que é difícil, porque o PSOL já tinha uma construção em andamento, apesar de uma parte do partido ter simpatia por essa união”, explicou Luiz Castro.

Histórico

Natural de São Paulo, Luiz Castro foi prefeito do município de Envira (a 1.215 quilômetros de Manaus), por duas vezes. O parlamentar está em seu quinto mandato na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM). Em 2006 foi nomeado secretário de Estado de Produção Rural (Sepror), no governo de Eduardo Braga (PMDB). Após dois anos no cargo, deixou a pasta alegando não concordar “com os rumos da administração”.

No mesmo ano (2008) que deixou a Sepror e retornou a ALE-AM, concorreu a vice-prefeito na chapa do candidato Francisco Praciano (coligação PT/PPS). Em 2015, Castro deixou o PPS e se filiado a Rede Sustentabilidade, partido criado pela ex-senadora Marina Silva.

Troca de farpas com Eron

Pré-candidato à Prefeitura de Manaus pelo PCdoB, Eron Bezerra, afirmou que a candidatura de Luiz Castro está a serviço de Artur Neto (PSDB). “Infelizmente a origem do Luiz Castro é o PSL. Ele é uma pessoa no campo da direita, a postura dele na ALE sempre foi pela direita, com esse discurso da ética, que só me lembra Demóstenes Torres, que era o paladino da moralidade e depois foi descoberto que era o maior safado que tinha no Senado. O projeto da Rede é claramente um projeto do Artur”, disse Eron.

Luiz Castro rebateu a declaração, afirmando que Eron é uma caricatura de comunista. “Já a comparação com Demóstenes se assemelha muito com o próprio Eron. Prefiro participar da Rede, que possui um eixo programático democrático, social e ético, claro e inovador, do que em um partido sob o dominio de um feudo familiar disfarçado de esquerda”, analisou o pré-candidato.

Publicidade
Publicidade