Publicidade
Eleições
De olho na sucessão

Suplentes de deputados estão na expectativa de assumir uma vaga ALE-AM

Seis chapas com candidaturas de prefeito abrem perspectiva para que 12 políticos sejam titulares das vagas na ALE-AM 01/10/2016 às 05:00
Show suplentes05
Josué Neto, Bia Garcia e Sabá Reis (acima), e José Ricardo, Luiz Castro e Serafim Corrêa são concorrentes de prefeituras que deixarão suas vagas no Legislativo
Janaína Andrade Manaus

Sem terem sido escolhidos pelo voto popular, 12 suplentes vivem a expectativa de assumir uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) caso seus titulares sejam eleitos no domingo para os cargos de prefeito ou vice que disputam na capital e no interior.
Candidato a vice-prefeito na chapa de Marcelo Ramos (PR), o deputado Josué Neto (PSD) tem como primeiro suplente Dr. Gomes (PSD), que hoje ocupa vaga na ALE. O vereador pulou da cadeira do legislativo municipal para o estadual após ser chamado para ocupar a vaga de Sidney Leite (Pros), por força de coligação, convocado pelo governador José Melo para comandar a Sepror, em março de 2015.

O segundo suplente da vaga de Josué é o ex-vereador Mário Bastos (PSD). O político ocupou o posto de ouvidor-geral do Estado no Governo Omar, em março de 2013. Candidato à Prefeitura de Manaus, o deputado José Ricardo (PT) tem como primeiro e segundo suplentes, respectivamente, a ex-deputada estadual Vera Castelo Branco (PTB) e o candidato a reeleição na Câmara Municipal de Manaus, o vereador Marcel Alexandre (PMDB). Vera concorreu à reeleição na ALE-AM em 2014, mas não foi reconduzida.

Disputando a prefeitura, o deputado Luiz Castro (Rede), tem como suplentes dois nomes que tentam uma vaga na CMM. Gilmar Nascimento (PSD), seu primeiro suplente, é ex-secretário Municipal de Administração do governo de Artur Neto, seu oponente nas urnas. A segunda suplente de José Ricardo é a jornalista Liliane Araújo, do PR, sigla de outro concorrente seu na briga pela Prefeitura, o candidato Marcelo Ramos.
Serafim Corrêa (PSB), prefeito de Manaus de 2005 a 2008, e agora anseia por uma recondução ao posto, tem como primeiro suplente o vereador Elias Emanuel, que busca reeleição na CMM. O parlamentar até 2015, fiel ao partido comandado por Serafim, foi expulso da sigla por descumprimento de orientação interna de não votar no candidato indicado pelo prefeito Artur Neto (PSDB) para a presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS).

Na ocasião, Elias buscou abrigo no partido de Artur e tornou-se o líder do prefeito na Casa Legislativa. “Era o caminho natural a seguir”, disse a época Elias. O segundo suplente de Serafim é o candidato a vereador no município de Tefé, Malba Celani (PSB), que busca a reeleição.

Interior
O deputado Bi Garcia (PSDB), que já foi prefeito do Município de Parintins, concorre à reeleição. O parlamentar tem os mesmos suplentes do candidato Josué Neto – Dr. Gomes e Mário Bastos.
Candidato em Autazes, o deputado Sabá Reis (PR) tem como primeiro suplente o ex-deputado Tony Medeiros, candidato a vice-prefeito de Parintins ao lado de Bi Garcia. O segundo suplente de Sabá é o secretário estadual de Esportes, Fabrício Lima (SD). O terceiro suplente de Sabá é o filho do vice-governador e candidato a prefeitura, Henrique Oliveira (SD) - Henrique Filho (SD).

 

Em números
R$140,9 
Mil reais  é o valor que cada um dos 24 deputados do Amazonas recebem ao mês,  incluindo salário, verba de gabinete e Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). Hoje o salário de deputado é de R$ 25,3 mil; Ceap 25,6; e R$ 90 mil de verba de gabinete.

Publicidade
Publicidade