Publicidade
Eleições
chapa puro sangue

Deputado Serafim Corrêa anuncia candidatura à Prefeitura de Manaus

Com a mesma estratégia adotada em 2012, o deputado estadual e ex-prefeito anunciará o lançamento de uma chapa 'puro sangue' para a disputa 06/07/2016 às 19:49 - Atualizado em 28/07/2016 às 18:29
Show fhgfghfghf
Na eleição de 2012, o PSB também optou por manter a hegemonia da legenda e saiu com a chapa composta apenas por membros da sigla: o próprio Serafim, como cabeça da chapa, e Marcelo Ramos, hoje no PR, como vice (Foto: Márcio Silva)
Janaína Andrade Manaus (AM)

Com a mesma estratégia adotada em 2012, o deputado estadual e ex-prefeito, Serafim Corrêa (PSB), anunciará nesta quinta-feira (7) o lançamento de uma chapa "puro sangue" para disputar a Prefeitura de Manaus. Durante coletiva à imprensa marcada para às 10h, Serafim irá também apresentar os pré-candidatos do partido a prefeito, vice e vereadores na eleição deste ano. O evento será realizado na sede do PSB, localizado na rua Lima Bacuri, n° 377, Centro de Manaus.

Na eleição de 2012, o PSB também optou por manter a hegemonia da legenda e saiu com a chapa composta apenas por membros da sigla. Na ocasião, Serafim foi o candidato a prefeito e o ex-deputado estadual Marcelo Ramos foi seu vice.

No dia 19 de setembro de 2015, Marcelo Ramos, alegando suposta falta de espaço para a eventual candidatura à prefeitura, anunciou sua ida para o PR, de Alfredo Nascimento, que pertence à escola dos ex-governadores Gilberto Mestrinho e Amazonino Mendes, tão criticada por ele.

Quando governou o município no período de 2005 a 2008, Serafim Corrêa teve como vice o hoje vereador Mário Frota (PSDB), à época do PDT. A relação entre Serafim e Frota não foi das melhores. De um lado, Frota se mostrava publicamente contrário a opinião do prefeito. Em certa ocasião, Frota chegou a declarar que “a prática do silêncio do vice em relação ao titular é herança da oligarquia que ficou no poder por 22 anos no Amazonas”.

Serafim concorreu à reeleição em 2008, mas foi derrotado no segundo turno por Amazonino Mendes. Em entrevista exclusiva ao A Crítica, publicada na edição de 26 de junho, Serafim criticou a gestão de Artur Neto (PSDB), afirmando que “a Prefeitura está travada” e disse que não repetiria os erros do passado. Um deles: dar secretarias a partidos.

“Ninguém consegue abrir uma empresa em Manaus em menos de seis meses porque a burocracia da Prefeitura não deixa. A Suframa atrasa PPB dois anos. A empresa já vai embora nem vem. Aí quando chega na Semef são seis meses no mínimo para ter uma inscrição municipal. Hoje, Manaus está travada por conta da Prefeitura, do Ipaam, do Ibama, do novo Código Florestal, está atrasada por conta do PPB. E nada acontece nessa cidade. Eu diria que hoje Manaus é cidade travada economicamente, conflagrada socialmente e equivocada ecologicamente”, disparou.

Na entrevista, Serafim declarou ainda que a faixa azul é “uma coisa positiva, mas está do lado errado”. “Qualquer pessoa com o mínimo de racionalidade... Vamos pegar a faixa azul da Constantino: dez por cento dos ônibus abrem a porta à esquerda e 90% só abrem à direita. Se a faixa azul for à direita, 100% dos ônibus vão abrir à direita e isso vai dar velocidade. Teria que complementar uma obra que o Artur fez algumas dessas que é o recuo da parada. E aí o ônibus flui. Isso é o óbvio. Essa é uma das constatações do nosso grupo de mobilidade”, observou.

Serviço

O quê: Coletiva à imprensa do Partido Socialista Brasileiro (PSB) para apresentar os pré-candidatos do partido a prefeito, vice e vereadores para a eleição deste ano, entre eles, o do deputado estadual Serafim Corrêa, para a Prefeitura Municipal de Manaus (PMM). 

Onde: Sede do PSB, localizado na rua Lima Bacuri, n° 377, Centro de Manaus.

Quando: Quinta-feira (7), às 10h.

Saiba Mais

Com o anúncio da pré-candidatura de Serafim Corrêa, do PSB, são 12 os nomes em disputa pela Prefeitura de Manaus: Arthur Neto (PSDB), Silas Câmara (PRB), Hissa Abrahão (PDT), Marcos Rotta (PMDB), Marcelo Ramos (PR), Serafim Correa (PSB), Chico Preto (PMN), Vanessa/Eron Bezerra (PCdoB), José Ricardo/Sinésio Campos (PT), Henrique Oliveira (Solidariedade), Luiz Castro (Rede) e Marcos Antônio Queiroz, do Psol.

As convenções partidárias para escolher os candidatos a prefeito, vice-prefeitos e vereadores, nas eleições deste ano, começam em 20 de julho até 5 de agosto deste ano.

Publicidade
Publicidade