Sexta-feira, 14 de Maio de 2021
PEDIDO UNÂNIME

TRE-AM pede apoio de tropas federais para garantia da lei e ordem em Manaus

Pedido foi aprovado por unanimidade no plenário do Tribunal Regional Eleitoral. Objetivo é reforçar a segurança da eleição e das urnas eletrônicas neste segundo turno, domingo (29)



MAIS-20-MUNICIPIOS-PODEM-TER-TROPAS-FEDERAIS-NAS-E0028225000_313DD06A-8C50-497A-B7B7-12CFE178B407.jpg Foto: Reprodução/Internet
24/11/2020 às 11:53

O plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) aprovou por unanimidade, na manhã desta terça-feira (24), pedido de emprego de tropas federais para reforçar a segurança da eleição municipal em Manaus neste segundo turno, a ser realizado no domingo (29).

Diferente do primeiro turno, o pedido de emprego de tropas federais vai ser gerido pelo GLO (Guarda da Lei e da Ordem). Segundo o presidente do TRE-AM, Aristóteles Thury, a mudança é necessária porque as forças federais tiveram dificuldade para cumprir a “guarnição das urnas” no dia anterior às eleições porque a guarda era “só da votação e apuração (GVA)”. 



“Vamos pedir o GLO além do GVA. Doravante, porque se não eles só vão querer assumir a partir das 06h00 de domingo, então fica chato isso. Porque aí as urnas ficam desguarnecidas”, explicou Thury.

Tanto o Ministério Público Eleitoral (MPE) quanto o relator do pedido de forças federais, desembargador eleitoral Marco Antônio Pinto, concordaram com o emprego de militares do Exército na garantia da eleição na cidade de Manaus.

Primeiro turno

No primeiro turno, segundo o Comandante do 2° grupamento de engenharia do Exército Brasileiro, general Marcelo Pereira de Carvalho, supervisor do emprego de tropas do Exército na Operação de Garantia da Votação e Apuração, foram empregados 1.500 militares em pelo menos doze municípios do Amazonas.

O contingente é dividido em doze grupamentos especializados do Exército Brasileiro, que vão desde grupamento de engenharia até divisão aérea.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou o envio de tropas federais para 41 municípios do Amazonas. Os últimos seis pedidos, referes a Autazes, Nova Olinda do Norte, Atalaia do Norte, Coari, Borba e Uarini foram aprovados na sessão de terça-feira do TSE. Em todo o País, o tribunal aprovou o envio de força federal para 601 localidades.

O emprego das Forças Armadas na Operação de Garantia da Votação e Apuração nas Eleições 2020 foi autorizado em 19 de outubro por meio da publicação do Decreto nº 10.522.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.