Sábado, 07 de Dezembro de 2019
DESCASO

Seis mil mesários ainda não foram receber instruções para eleição, afirma TRE-AM

Órgão informou que faltar à convocação pode render ao eleitor processo administrativo, inquérito policial ou até uma ação na Justiça



mes_rio.JPG Foto: Reprodução/Internet
10/07/2017 às 18:06

Cerca de 6 mil mesários, dos 28 mil que participaram das eleições de 2016, ainda não compareceram à Justiça Eleitoral para receber as instruções para a eleição suplementar para governo do Amazonas. Durante a inauguração da Central de Transmissão da Propaganda Eleitoral, nesta segunda-feira (10), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Yedo Simões, fez um apelo para que os mesários atendam à convocação.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), o serviço eleitoral é obrigatório. Faltar à convocação pode render ao eleitor processo administrativo, inquérito policial ou até uma ação na Justiça.



“Estamos em dificuldade para fechar as seções eleitorais, pedimos para que compareçam às zonas eleitorais. Não é uma ameaça, mas sabemos que há punições e isso impede a nossa estruturação”, destacou o presidente. “Cada zona eleitoral tem a sua dificuldade. Estamos implementando intimações. Como alternativa, vamos procurar faculdades, que podemos fazer parcerias para atender o chamado da Justiça Eleitoral”, afirmou.

Yedo Simões destacou, ainda, que apesar de seis coligações pleitearem o adiamento da eleição, o cronograma deve continuar o mesmo. “Já houve um pré-entendimento com os membros do tribunal que estavam presentes em manter a data da eleição”, disse.

Amanhã (11), durante o pleno, será referendada a portaria que confirma a data da eleição suplementar para o dia 6 de agosto.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.