Publicidade
Eleições
SUBSTITUTO

'Vereador Felipe Souza deve substituir Abdala Fraxe', diz Francisco Garcia

A saída do deputado Abdala Fraxe da chapa ocorre poucas horas após o TRE indeferir o registro de candidatura do político, que era vice na chapa de Rebecca Garcia 25/07/2017 às 15:38 - Atualizado em 25/07/2017 às 16:17
Show francisco
O presidente estadual do PP, Francisco Garcia
Janaína Andrade Manaus (AM)

O presidente estadual do PP, Francisco Garcia, afirmou que o PTN irá substituir o candidato a vice- governador na chapa encabeçada por Rebecca Garcia (PP) na eleição suplementar para o Governo do Estado. A saída do deputado Abdala Fraxe da chapa ocorre poucas horas após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) indeferir por unanimidade o registro de candidatura do político, que era o vice na chapa da ex-deputada federal. Segundo Garcia, o substituto de Abdala será o vice-presidente estadual do PTN, o vereador Felipe Souza.

“Nós não vamos recorrer (da decisão do TRE-AM), o PTN já vai indicar um substituto para ele (Abdala). A gente tem uma disciplina, a vaga é deles, fizemos uma aliança. Se eles, enfim, quiserem que a gente indique, nós indicaremos, mas a preferência é do PTN. Eu acredito que será o vice-presidente do PTN, vereador Felipe Souza, a substituí-lo. Eles estão reunidos agora, mas estamos deixando eles a vontade. Respeitamos a aliança. Se for para o PP decidir vou reunir o meu pessoal (diretório municipal e estadual) e decidiremos”, disse Garcia.

Francisco Garcia criticou que a decisão da Justiça eleitoral tenha saído somente no prazo final para a troca de vices – hoje até às 17h. “Paciência, temos que cumprir a legislação, mas deixaram para decidir sobre isso na última hora. O prazo legal para trocar o vice é até hoje às 17h. É um troço assim, que não sei. Querem tirar a Rebecca do jogo, não sei. Mas a gente vai enfrentar assim mesmo. Mas foi um negócio assim muito parado e deixaram para o último dia. Tem que anunciar daqui à uma hora, porque só podemos registrar até às 17h no TRE. Estou correndo aqui para ir assinar o documento. Eu não quero influenciar, mas pela sequência do PTN, eles devem indicar o Felipe (Souza). É normal”, afirmou o presidente do PP.

 Segundo ele, às 16h irá se reunir com Abdala e os representantes do PTN na sede do PP.

Entenda o caso

A coligação “União pelo Amazonas”, de Eduardo Braga (PMDB), e o Ministério Público Eleitoral (MPE) entraram com pedidos de impugnação contra a candidatura do então presidente da Assembleia Legislativa do Estado. A alegação é referente à decisão do Tribunal Regional da Primeira Região (TRF1), na qual o parlamentar foi condenado por cartel de combustível, no dia 3 de abril. Segundo as impugnações, tal delito configuraria crime contra a economia popular, o que seria passível da aplicação da Lei da Ficha Limpa.

Na última semana, o julgamento foi suspenso após o pedido de vistas do juiz Felipe Thury, após a relatora do caso, a juíza federal Marília Gurgel, votar pelo indeferimento do registro com base na Lei de Ficha Limpa. Na ocasião, a juíza opinou que Abdala praticou crime contra a economia popular, ao fixar preços em postos de combustíveis.

Publicidade
Publicidade