Domingo, 17 de Janeiro de 2021
NÚMEROS

Zona Sul deu a vitória mais expressiva a David Almeida contra Amazonino

Prefeito eleito venceu em oito das 13 zonas eleitorais de Manaus; Amazonino venceu na zona em que vota e também levou a melhor na zona oeste



WhatsApp_Image_2020-11-30_at_16.21.48_1030A6C2-3F47-4E4B-B4B0-41431AC298D8.jpeg (Fotos: Divulgação)
30/11/2020 às 16:23

Mapeamento da votação de domingo mostra que David Almeida (Avante) venceu em oito das 13 zonas eleitorais de Manaus, enquanto Amazonino Mendes (Podemos) ganhou em cinco.  O segundo turno foi decidido por uma  diferença de  2,54% que correspondem a 23.223 votos. David recebeu 466.970 votos contra 443.747 de Amazonino.

Reduto eleitoral do prefeito eleito, a Zona Sul de Manaus deu a ele sua vitória mais expressiva. Foram 8.851 votos de diferença ou 16,1%. David obteve 31.901 votos contra 23.050 de Amazonino.



Esses votos foram computados na 31ª zona eleitoral que abrange o Morro da Liberdade, bairro onde ele morou, Betânia, Educandos, Santa Luzia, Mauazinho, Vila Buriti, Crespo e  Colônia Oliveira Machado.

O ex-governador interino também venceu em todas as três zonas eleitorais da Zona Leste da cidade. Na 63ª, que agrega os bairros Gilberto Mestrinho, São José e Tancredo Neves, ele registrou sua segunda maior vantagem sobre o adversário. Foram 7.717 votos a mais ou 9,08%. Seguido da zona eleitoral 68, com eleitores do Jorge Teixeira e Puraquequara, onde colocou 5.209 votos à frente de Amazonino, ou  9,18. Ele também foi o mais voto na zona 59ª, que corresponde aos bairros Armando Mendes, Colônia Antônio Aleixo, Coroado e Zumbi. No total foram 3.124 votos à frente do oponente. 

A Zona Norte, que, no primeiro turno, havia dado a Amazonino sua vitória de maior vulto, no segundo turno preferiu o ex-presidente da ALE-AM. A quarta e a quinta maiores diferenças em número absolutos e percentuais, em relação ao ex-governador, se deram nas zonas 65ª e 58ª, situadas no Colônia Terra Nova, Monte das Oliveira e Nova Cidade; e Cidade Nova, Colônia Santo Antônio e Novo Israel, respectivamente. Ele também venceu na 70ª zona, da Cidade de Deus e Novo Aleixo; e na 37ª, Zona Sul, no Japiim, Petrópolis e Novo Aleixo. 

A maior diferença obtida por Amazonino sobre o adversário do segundo turno ocorreu no Centro e Zona Centro-Sul da cidade. Na 1ª Zona Eleitoral, com urnas localizadas no Adrianopolis, Cachoeirinha, Aparecida, Nossa Senhora das Graças, Raiz e São Geraldo, recebeu 6.313 voto a mais que David ou 9,9%. Na 2ª zona eleitoral (Aleixo, Flores e Parque 10), sua vantagem foi de 3.965 votos ou 7,2%. 

Amazonino foi o preferido do eleitorado da Zona Centro-Oeste e Oeste. Na zona eleitoral 32 (Compensa, Glória, Santo Antônio, São Jorge e Vila da Prata) pôs dianteira de 770 votos ou 0,96. Na 40ª zona eleitoral (Alvorada, Dom Pedro, Lírio do Vale, Nova Esperança, Santo Agostinho), ficou com 628 acima ou 0,78%. Teve leve vantagem  ainda na 62ª zona que engloba os bairros da Paz, Lago Azul, Planalto, Rendenção, Santa Etelvina, Tarumã, Tarumã-Açu com diferença de 363 votos ou  0,44%.

Editor de Política do jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.