Publicidade
Enem
ORIENTAÇÃO

Enem 2018: confira dicas de nutricionistas para a alimentação nos dias de prova

No Amazonas, provas dos próximos dois domingos começam pela manhã e vão atrapalhar almoço dos 123,8 mil estudantes do Estado que farão o exame 03/11/2018 às 01:21 - Atualizado em 03/11/2018 às 10:25
Show enem alunos f32ee86d 634e 4112 b89c b792ceec209f
Foto: Arquivo/AC
Vitor Gavirati Manaus (AM)

Mais de 123 mil estudantes do Amazonas participam do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (4). No primeiro dia de prova, os alunos poderão ficar até seis horas nos locais de exame, que terão os portões fechados às 11h (em Manaus e outras 48 cidades do Estado).

Pensando nos participantes, o Portal A Crítica conversou com as nutricionistas Tássia Frota e Simone Seixas e reuniu cinco dicas de alimentação, já que ela é alterada para os alunos amazonenses nos dias de prova. Confira.

Café da Manhã reforçado

“É complicado o dia de prova porque eles não vão poder se alimentar de maneira correta e almoçar”, afirma Simone. Então, a primeira dica para os estudantes que vão prestar o Enem é tomar um café da manhã bem nutritivo. Fazer uma combinação entre carboidratos do bem (os tubérculos) e proteínas é o ideal, afirma Tássia.

Ovo (cozido, mexido ou omelete), batata doce, cará e macaxeira estão entre as recomendações das nutricionistas para café da manhã no dia de prova.

 

“O ideal é um café da manhã bem nutritivo, com fontes de carboidratos porque eles são alimentos energéticos, então, vão fornecer energia aos estudantes. De preferência, carboidratos com fibras, porque a fibra dá uma sensação de saciedade melhor. Colocar fontes de proteína (ovo) nesse café da manhã, justamente porque a proteína também é sacietógena e o aluno vai ficar com menos fome”, explica Tássia.

Nas 13 cidades do Amazonas onde é seguido o horário do Acre, os portões dos locais de prova serão fechados às 10h. Por isso, a importância do café da manhã, que, de acordo com Tássia, também pode ser acompanhado de um café puro sem açúcar. “Para potencializar o efeito da cafeína, fazendo com que o aluno fique com uma maior concentração”, orienta.

Evite alimentos flatulentos

Outra dica para o dia de prova é evitar o consumo de alimentos flatulentos, aqueles que aumentam a produção de gases. Logo, o ideal, segundo Tássia, é não ingerir leites e derivados nas datas do exame para que o estudante não tenha vontade de ir ao banheiro.

O que levar para o local de prova

Pera, maçã, banana, barras de cereais, água, água de coco e sucos naturais estão entre os alimentos recomendados pelas nutricionistas consultadas para serem levados aos locais de prova. “O suco de fruta precisa ser natural e também deve estar gelado, porque não vai estar em geladeira na sala”, alerta.

Sobre as frutas, Tássia orienta que os estudantes deem preferência à banana porque ela é fácil de levar, e contém bastante carboidrato, o que pode dar energia.

Pão? Só integral

 

Aos adeptos de um bom pãozinho, Tássia Frota recomenda apenas o consumo do Integral – que é fonte de carboidratos e fibra, o que vai dar saciedade – e ainda dá uma sugestão de recheio.

“Eles podem colocar como recheio uma proteína, que pode ser um franguinho desfiado refogado com alho e cebola. Assim, a gente usa alimentos ricos em taurina. A taurina é um aminoácido de concentração, melhora a concentração do aluno”, diz a nutricionista, sugerindo que o sanduíche também pode ser levado para os locais de prova.

A tradicional tapioca também pode ser uma opção para o café da manhã no dia de Enem, de acordo com Simone Seixas.

Chocolate e refrigerante são bons? Não

“Eu vejo que os estudantes levam bastante alimentos industrializados, que são fontes de gorduras trans e hidrogenadas, e eles não são boas opções. Os participantes acham mais fáceis porque podem comprá-los no caminho para a prova, mas eles não são boas opções”, alerta Tássia.

 

Seguindo a linha, a nutricionista explica que o chocolate e os refrigerantes também não são boas opções de alimentos para serem levados para consumos nos locais de prova. “O chocolate contém leite e é cheio de açúcar. Quanto mais açúcar (o açúcar ruim), mais cansado fica o aluno. Ele perde o foco, a concentração. Além disso, o leite é formador de gases”, explica.

SAIBA MAIS

Checklist Enem 2018: confira dicas do que fazer nos dias de prova​

Professora elenca quatro assuntos com potencial para ser tema de redação no Enem​

Publicidade
Publicidade