Publicidade
Entretenimento
Vida

1º Mostra de Filmes Mexicanos comemora os 100 anos de cinema no país latino em Manaus

A mostra começa amanhã (14) e vai até sexta-feira (18) com sessões realizadas sempre às 18h30 no Teatro Gebes Medeiros, no Ideal Clube 11/09/2015 às 14:32
Show 1
"Amores de Cão", com Gael García Bernal, abre o festival
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Cinéfilos de Manaus terão a oportunidade de conferir produções do México que não passaram pelo circuito comercial da cidade nesta semana. Os filmes do País latino são o foco da 1ª Mostra de Filmes Mexicanos, que começa amanhã (14) e vai até sexta-feira (18), com sessões realizadas sempre às 18h30 no Teatro Gebes Medeiros, no Ideal Clube, situado no final da avenida Eduardo Ribeiro, bairro Centro, Zona Sul, próximo à praça do Congresso.

A mostra, que vai acontecer paralelamente em Brasília (DF), é uma das comemorações aos 100 anos de produção cinematográfica do México. Na capital amazonense, a abertura do festival será o consagrado “Amores de Cão”, filme de estreia de Alejandro Gonzáles Iñárritu, que levou os Oscars de Melhor Filme, Diretor e Roteiro por seu filme mais recente, “Birdman”, na cerimônia deste ano. O evento continua com os filmes “Povoado de Madera”, “Casta Divina”, “O Violino” e “Minha Vida Dentro”.

Outra cultura

Especialistas em cinema em Manaus acreditam que as mostras focadas em produções de um País são uma forma do público ter acesso a outros estilos de cinema.

“[Com o evento], o público tem a chance passar uma semana convivendo com uma cultura específica e ver o quão é importante é a divulgação do trabalho e costumes daquela região”, afirmou a assessora de audiovisual da Secretaria de Estado da Cultura, Saleyna Borges.

Já o produtor cultural, ator e jornalista Antônio Carlos Júnior acredita que as mostras são uma nova fonte de conhecimento para quem produz cinema no Estado. “Através desses filmes todos conseguem ampliar os seus horizontes. Além disso, passar a enxergar a realidade de outro País através de atividade cinematográfica”, afirmou.

Amores de Cão

O filme de abertura mostra como um acidente de carro interliga a vida de três personagens: Octavio, um jovem de classe humilde; Valéria, uma modelo espanhola com dolorosas sequelas físicas; e O Chivo, guerrilheiro convertido em mercenário por salário.

Povoado de Madera

Neste estudo da vida interiorana, acompanhamos o dia-a-dia de San Miguel de Cruces, uma cidade no norte do México voltada à extração de madeira, através dos olhos dos amigos Jose Luis and Juan Jose, ambos prestes a terminar o ensino fundamental e em plena descoberta da adolescência.

Casta Divina

Este drama histórico se passa na província de Yucatán e acompanha a ruptura social causada pela chegada do general Salvador Alvarado na região, na época da Revolução Mexicana. O nome do filme remete à oligarquia que controlava a província antes da chegada do general.

O Violino

Este longa mostra como três gerações de homens de uma família (Don Plutarco, seu filho Genaro e seu neto Lúcio) mantêm uma vida dupla. Ao mesmo tempo em que são músicos e humildes fazendeiros, eles participam da guerrilha clandestina contra o governo militar opressor.

Minha Vida Dentro

Este poderoso documentário aborda o preconceito que mexicanos enfrentam dentro do sistema legal americano através do caso de Rosa Jiménez, imigrante ilegal acusada de matar um bebê de 21 meses de quem cuidava.

Programação

Segunda-feira (11) - Filme: “Amores de Cão” (2000) Diretor: Alejandro Gonzáles Iñárritu

Terça-feira (12) - Filme: “Povoado de Madera” (1990) Diretor: Juan Antonio de la Riva

Quarta-feira (13) - Filme: “Casta Divina” (1977) Diretor: Julián Pastor

Quinta-feira (14) - Filme: “O Violino” (2006) Diretor: Francisco Vargas

Sexta-feira (15) - Filme: “Minha Vida Dentro” (2007) Diretora: Lucía Gajá

Publicidade
Publicidade