Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Vida

10º Amazonas Film Festival inicia com exibição de dezenas de filmes nacionais e estrangeiros

As sessões acontecem no Teatro Amazonas (TA), em Manaus, e em diversos outros locais, entre espaços culturais, centros de convivência, terminais de ônibus e comunidades na capital e no interior



1.jpg O longa-metragem "Olho nu", de Joel Pizzini, que conta com participação do cantor Ney Matogrosso, será exibido na Mostra Internacional na terça (5)
02/11/2013 às 20:37

Depois de uma noite de abertura com pouco alarde nesta sexta-feira (1º) em Manaus, sem o costumeiro desfile de celebridades e cineastas no tapete vermelho, o Amazonas Film Festival (AFF) inicia a sua maratona de exibições neste sábado (2), reunindo dezenas de produções de longa e curta-metragens, brasileiras e estrangeiras.

As sessões acontecem no Teatro Amazonas (TA), no Centro da cidade, e em diversos outros locais, entre espaços culturais, centros de convivência, terminais de ônibus e comunidades na capital e no interior, com entrada franca.



Atração principal do evento, os filmes em competição foram reunidos em quatro mostras, com exibições todas concentradas no Teatro Amazonas. A lista inclui 49 produções, sendo oito longas e 41 curtas do Amazonas, do Brasil e de outros países.

O indiano “The lunchbox”, estrelado por Irrfan Khan (“As aventuras de Pi”), e “Cabelo ruim”, coprodução de Venezuela, Peru, Argentina e Alemanha, serão os dois primeiros concorrentes da Mostra Internacional de Longas-Metragens – todos filmes de ficção.

A mostra Curta-Metragem Brasil reunirá 13 produções do Nordeste, Sul e Sudeste, além da amazonense “Strip Solidão”. Atração deste domingo (3), às 20h, o filme de Flávia Abtibol evoca o mito das Amazonas no encontro entre uma prostituta, um viajante e um aspirante a cineasta numa casa de shows eróticos.

Além das mostras competitivas – duas delas dedicadas a curtas do Amazonas –, a agenda do AFF terá outras dez mostras paralelas (veja o box). O AFF 2013 termina na próxima quarta-feira (6), com o anúncio dos vencedores. Ao todo, serão distribuídos R$ 191.500 em prêmios.

De centros a terminais

Diferente das competitivas, as mostras paralelas do AFF 2013 serão espalhadas por diversos espaços de Manaus e de municípios do interior. A mostra Andanças de Cinema, por exemplo, terá sessões de curtas e longas-metragens nas cidades de Autazes, Itapiranga, Manaquiri, Maués e Parintins.

Entre as seleções temáticas estão a Mostra de Animação Britânica, que acontece no Cine Teatro Guarany, no Centro, na segunda (4) às 19h e na quarta (6) às 9h e às 15h. Há ainda a Cine Água de Beber, no Palácio da Justiça, Centro, com curtas de vários gêneros tendo como tema a água; e o Cine Copa Verde, no Cine Teatro Guarany, com filmes sobre futebol, ambas exibidas na segunda (4) e na terça (5), às 9h e às 15h.

Outras mostras são o Cinema na Parada (terminais da Cidade Nova, São José e Jorge Teixeira), Cine Convivência (centros de convivência), Mostra dos Curumins (Teatro Luiz Cabral), Farinha D’Água (zona rural de Manaus), Mostra Social Cinema Por Aí (abrigos, hospitais e outros) e Picadeiro (diversos). Confira a programação completa abaixo:

Longa-metragem - Internacional

Sábado (2) 15h15: “The lunchbox”, de Ritesh Batra / 20h: “Cabelo ruim (Pelo malo)”, de Mariana Rondón

Domingo (3) 15h15: “Metro Manila”, de Sean Ellis / 20h: “O futuro (Il futuro)”, de Alicia Scherson

Segunda (4) 15h15: “Wajma”, de Barmak Akram / 20h: “Entre nós”, de Paulo Morelli

Terça (5) 18h30: “Olho nu”, de Joel Pizzini / 21h15: “Tatuagem”, de Hilton Lacerda

Curta-metragem - Brasil

Sábado (2) 15h15: “Contos da maré” (RJ) / 20h: “Pierre e a mochila” (RS)

Domingo (3) 15h15: “Faroeste - Um autêntico western” (GO) / 20h: “Strip Solidão” (AM); “Quinto andar” (MG)

Segunda (4) 15h15: “Terno” (SP); “Quimera” (RJ); “Colostro” (SP) / 20h: “Au revoir” (PE)

Terça (5) 18h30: “Os irmãos Mai” (SP); “Sanã” (MG/MA) / 21h15: “Jessy” (BA); “Até o céu leva mais ou menos 15 minutos” (CE)

Curta-metragem - Amazonas

Sábado (2) 18h30: “Anos de luz”, de Aldemar Matias; “A palavra de ordem é ocupar”, de Dheik Praia; “Noçokén”, de Liliane Maia; “Lembranças do amanhã”, de Bruno Pereira; “A lista”, de Rod Castro e Leonardo Mancini

Domingo (3) 18h30: “Verdade nua e crua”, de Wagner Santinny; “Artistas – Um espetáculo urbano”, de Ari Santos, Adson Queiroz, Abelly Cristyne e Daniel Soares; “Um minuto de brasilidade”, de George Augusto; “Eles podem voltar”, de Roberto Nazaré; “E as crianças continuam cantando”, de Dheik Praia; “Watyama”, de Everton Macedo

Segunda (4) 18h30: “Um braço de rio no quintal”, de Dheik Praia; “Fora do Eixo”, de Marcos Tubarão; “Papo de elevador”, de Emerson Medina; “Germes”, de Rafael Lima; “Enquanto nós, vivos!”, de Fabiano Barros; “Jardim de percevejos”, de Francis Madson.

Curta-metragem - Amazonas (Projeto Jovem Cidadão)

Segunda (4) 9h: “Dia de aula”; “Copo com água”; “Luzes e sombras”; “Para sempre”; “Tinha uma pedra”; “Autismo”; “Dedos famintos”; “The walking baré”; “O vendedor de sonhos”; “Apenas um olhar”; “O menino da meia amarela”


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.