Publicidade
Entretenimento
Vida

10º Amazonas Film Festival inicia com exibição de dezenas de filmes nacionais e estrangeiros

As sessões acontecem no Teatro Amazonas (TA), em Manaus, e em diversos outros locais, entre espaços culturais, centros de convivência, terminais de ônibus e comunidades na capital e no interior 02/11/2013 às 20:37
Show 1
O longa-metragem "Olho nu", de Joel Pizzini, que conta com participação do cantor Ney Matogrosso, será exibido na Mostra Internacional na terça (5)
JONY CLAY BORGES Manaus (AM)

Depois de uma noite de abertura com pouco alarde nesta sexta-feira (1º) em Manaus, sem o costumeiro desfile de celebridades e cineastas no tapete vermelho, o Amazonas Film Festival (AFF) inicia a sua maratona de exibições neste sábado (2), reunindo dezenas de produções de longa e curta-metragens, brasileiras e estrangeiras.

As sessões acontecem no Teatro Amazonas (TA), no Centro da cidade, e em diversos outros locais, entre espaços culturais, centros de convivência, terminais de ônibus e comunidades na capital e no interior, com entrada franca.

Atração principal do evento, os filmes em competição foram reunidos em quatro mostras, com exibições todas concentradas no Teatro Amazonas. A lista inclui 49 produções, sendo oito longas e 41 curtas do Amazonas, do Brasil e de outros países.

O indiano “The lunchbox”, estrelado por Irrfan Khan (“As aventuras de Pi”), e “Cabelo ruim”, coprodução de Venezuela, Peru, Argentina e Alemanha, serão os dois primeiros concorrentes da Mostra Internacional de Longas-Metragens – todos filmes de ficção.

A mostra Curta-Metragem Brasil reunirá 13 produções do Nordeste, Sul e Sudeste, além da amazonense “Strip Solidão”. Atração deste domingo (3), às 20h, o filme de Flávia Abtibol evoca o mito das Amazonas no encontro entre uma prostituta, um viajante e um aspirante a cineasta numa casa de shows eróticos.

Além das mostras competitivas – duas delas dedicadas a curtas do Amazonas –, a agenda do AFF terá outras dez mostras paralelas (veja o box). O AFF 2013 termina na próxima quarta-feira (6), com o anúncio dos vencedores. Ao todo, serão distribuídos R$ 191.500 em prêmios.

De centros a terminais

Diferente das competitivas, as mostras paralelas do AFF 2013 serão espalhadas por diversos espaços de Manaus e de municípios do interior. A mostra Andanças de Cinema, por exemplo, terá sessões de curtas e longas-metragens nas cidades de Autazes, Itapiranga, Manaquiri, Maués e Parintins.

Entre as seleções temáticas estão a Mostra de Animação Britânica, que acontece no Cine Teatro Guarany, no Centro, na segunda (4) às 19h e na quarta (6) às 9h e às 15h. Há ainda a Cine Água de Beber, no Palácio da Justiça, Centro, com curtas de vários gêneros tendo como tema a água; e o Cine Copa Verde, no Cine Teatro Guarany, com filmes sobre futebol, ambas exibidas na segunda (4) e na terça (5), às 9h e às 15h.

Outras mostras são o Cinema na Parada (terminais da Cidade Nova, São José e Jorge Teixeira), Cine Convivência (centros de convivência), Mostra dos Curumins (Teatro Luiz Cabral), Farinha D’Água (zona rural de Manaus), Mostra Social Cinema Por Aí (abrigos, hospitais e outros) e Picadeiro (diversos). Confira a programação completa abaixo:

Longa-metragem - Internacional

Sábado (2) 15h15: “The lunchbox”, de Ritesh Batra / 20h: “Cabelo ruim (Pelo malo)”, de Mariana Rondón

Domingo (3) 15h15: “Metro Manila”, de Sean Ellis / 20h: “O futuro (Il futuro)”, de Alicia Scherson

Segunda (4) 15h15: “Wajma”, de Barmak Akram / 20h: “Entre nós”, de Paulo Morelli

Terça (5) 18h30: “Olho nu”, de Joel Pizzini / 21h15: “Tatuagem”, de Hilton Lacerda

Curta-metragem - Brasil

Sábado (2) 15h15: “Contos da maré” (RJ) / 20h: “Pierre e a mochila” (RS)

Domingo (3) 15h15: “Faroeste - Um autêntico western” (GO) / 20h: “Strip Solidão” (AM); “Quinto andar” (MG)

Segunda (4) 15h15: “Terno” (SP); “Quimera” (RJ); “Colostro” (SP) / 20h: “Au revoir” (PE)

Terça (5) 18h30: “Os irmãos Mai” (SP); “Sanã” (MG/MA) / 21h15: “Jessy” (BA); “Até o céu leva mais ou menos 15 minutos” (CE)

Curta-metragem - Amazonas

Sábado (2) 18h30: “Anos de luz”, de Aldemar Matias; “A palavra de ordem é ocupar”, de Dheik Praia; “Noçokén”, de Liliane Maia; “Lembranças do amanhã”, de Bruno Pereira; “A lista”, de Rod Castro e Leonardo Mancini

Domingo (3) 18h30: “Verdade nua e crua”, de Wagner Santinny; “Artistas – Um espetáculo urbano”, de Ari Santos, Adson Queiroz, Abelly Cristyne e Daniel Soares; “Um minuto de brasilidade”, de George Augusto; “Eles podem voltar”, de Roberto Nazaré; “E as crianças continuam cantando”, de Dheik Praia; “Watyama”, de Everton Macedo

Segunda (4) 18h30: “Um braço de rio no quintal”, de Dheik Praia; “Fora do Eixo”, de Marcos Tubarão; “Papo de elevador”, de Emerson Medina; “Germes”, de Rafael Lima; “Enquanto nós, vivos!”, de Fabiano Barros; “Jardim de percevejos”, de Francis Madson.

Curta-metragem - Amazonas (Projeto Jovem Cidadão)

Segunda (4) 9h: “Dia de aula”; “Copo com água”; “Luzes e sombras”; “Para sempre”; “Tinha uma pedra”; “Autismo”; “Dedos famintos”; “The walking baré”; “O vendedor de sonhos”; “Apenas um olhar”; “O menino da meia amarela”

Publicidade
Publicidade