Publicidade
Entretenimento
LITERATURA

4º Festival Literário do Sesc aproxima público de obras em Itacoatiara, no AM

Evento começou na quarta-feira (10) e segue até este domingo (14), na Praça central do município, de 8h às 21h 12/10/2018 às 18:37
Show sesc 9c7b3566 133b 4361 a7fb 948bb48ad6ab
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

A 4ª edição do Festival Literário do Sesc AM esta movimentado Itacoatiara, aproximando estudantes e famílias da literatura. O evento começou na quarta-feira (10) e segue até este domingo (14), na Praça central do município, de 8h às 21h. Com o tema “Cidade – espaço de vida, palavras e poesias”, o festival que tem entrada gratuita traz uma programação que contempla a formação de leitores e a valorização do livro.

Este ano o escritor homenageado é o amazonense Aldisio Filgueiras. Ele iniciou sua produção poética ainda no curso secundário, no Colégio Estadual Dom Pedro II. Porto de Lenha, um dos maiores sucessos da música regional, foi composta por Aldísio em parceria com o compositor Torrinho.

O professor da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Miguel Ferreira, 55, conta que os alunos especiais tiveram um contato direto com a leitura por meio do festival.  “Esse festival é extremamente importante e maravilhoso, por isso nós trouxemos os nossos alunos para conhecer. Essa inclusão é essencial pra eles, eles se maravilham, ficam entusiasmados e se divertem”, disse.

A também professora da Apae, Leuda da Cruz, 60, destaca a importância  de incluir os alunos nas atividades culturais que acontecem no município. “É uma forma de inclusão, esse programa que traz literatura faz com que o conhecimento e a curiosidade deles seja instigada . Eles participaram, desenham, escutam as histórias e é muito legal, pois não temos muitas atividade assim em Itacoatiara”, explicou.

Larissa Coelho, 17, estudante da Escola Estadual de Tempo Integral Dom Jorge Marskell, ressalta a diversidade dos livros. “Além das muitas opções de livros, tem o planetário que também é bem legal, é muito interessante essa forma de conhecer os planetas. É uma boa oportunidade para os estudantes explorarem e conhecerem outras coisas”, relatou.

De acordo com o livreiro, Ricardo dos Santos, 60, a variedade dos livros e o preço acessível chama a atenção da população. “A ideia do Sesc é boa, pois são vários livros de temáticas diferentes, que às vezes as pessoas têm que ir até Manaus para encontrar. Aqui no município existe essa carência de material literário e aqui facilmente podem  ser encontrados e com preços baixos”, disse.

O autônomo Elenildo Almeida, 52, veio com a família para o festival e fala que o evento incentiva a cultura. “O espaço está muito bonito e bastante variado. As peças, os livros e as apresentações musicais estão bastante divertidos. Além de ser um incentivo à leitura para as nossas crianças”, comentou.

A esposa de Elenildo, Keila Pinho, 30, conta que além de entretenimento o festival oferece oportunidades de aprendizado. “Estamos achando muito bom, trouxemos nossa filha de quatro anos para passear aqui e ela está encantada. É uma oportunidade de interação das crianças e até dos pais com a literatura, é uma boa forma de ensinar”, relatou.

Publicidade
Publicidade