Publicidade
Entretenimento
Beleza de cão

A beleza canina invade os salões

Os bichinhos ganham tratamento vip nos salões especializados que não devem nada aos melhores estabelecimentos 28/03/2013 às 09:49
Show 1
A poodle Nina fica toda animada nos dias de banho de ofurô
Cynthia Blink Manaus

Assídua da técnica milenar japonesa de combate ao estresse, Nina vai direto para seu banho de ofurô. Cléo aproveita para fazer uma charmosa trança com muitos lacinhos. Já Kico prefere dar um trato para realçar a cor. Greta, a mais radical, faz uma tatuagem, enquanto Iana uma hidratação de queratina. Veja as fotos aqui.

O espaço de banho e tosa de uma petshop realmente pode ser comparado a um salão de beleza de luxo. Os esteticistas não têm folga, os secadores estão sempre ligados, tesouras em ação e um cheiro agradável de cosmético no ar. Além, é claro, dos clientes super exigentes, como a Poodle Nina, a Shih Tzu  Cléo, o West Kico, a Boxer Greta e a Maltês Iana.

Antigamente, os serviços em uma petshop se limitavam a higiene e saúde do animal, mas agora os cães também recebem uma atenção estética especial. Segundo o veterinário e proprietário da Pet Stop, Dr. Franklin Oliveira, essa inovação se deve ao cachorro ter se tornado um membro da família. “O cão tem que ser cheiroso, limpo, bonito e estar em harmonia com a família. Cada vez mais estão deixando de lado o rótulo de guardiões da casa para o de dóceis companheiros”, observa.

Cuidados

De tempos em tempos os ativistas ganham voz na mídia protestando contra os mimos recebidos pelos animais. Aconteceu quando a estrela de Harry Potter, Emma Waston, desfilou pelas ruas de Londres com um cachorrinho cor de rosa. Mas os médicos veterinários garantem que colorir o pelo do animal não representa um risco à saúde dele caso o mesmo seja feito de forma adequada e com os materiais corretos.

O mercado oferece grande variedade de tratamentos estéticos. Apesar disso, ainda tem quem prefira compartilhar seus produtos pessoais com o amiguinho de quatro patas. Para esses fica o alerta do veterinário da Maskote Pet Shop, Dr. Fernando Valente: “Existem materiais específicos para cães, ou seja, com o Ph ideal. Caso utilizem química para humanos no cachorro logo ele irá desenvolver alguma doença de pele”, ressalta

O seu bichinho de estimação pode pintar as unhas, os pelos, fazer tatuagem, escova, hidratação, usar perfume e muito mais, desde que sejam respeitados os cuidados com a pele. O indicado é ter sempre o acompanhamento de um médico veterinário. Fica a dica.

Publicidade
Publicidade