Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
‘A DANADA É ELA’

‘A danada é ela’: Ludmilla fala sobre show em Manaus e facetas de cantora e escritora

Funkeira carioca se apresenta neste sábado (17) no Copacabana Chopperia pelo projeto “Made In Rio”, ao lado de Mr. Catra e Nego do Borel



b0116-25f.jpg A cantora tem apenas 21 anos (Foto: Reprodução)
16/12/2016 às 13:07

Mesmo tão nova, com apenas 21 anos, a cantora Ludmilla sempre teve orgulho de ser mulher. O seu mais recente álbum, “A Danada Sou Eu”, coloca a figura feminina no topo de todos os seus próprios desejos. A cantora também vai dividir parte das conquistas obtidas por meio do sucesso deste disco e dos anteriores com o público de Manaus: neste sábado (17), ela se apresenta no Copacabana Chopperia por meio do projeto “Made In Rio”, que também vai trazer Nego do Borel e Mr. Catra.

Em entrevista ao BEM VIVER, ela declara que preparou um repertório alto astral, tudo para animar a galera. “Do meu novo álbum vou cantar ‘Sou Eu’, ‘Cheguei’, ‘Desapega’, entre outras... mas também vou cantar ‘Hoje’ do CD anterior, os meus fãs sempre pedem (risos). Espero que todo mundo dance e se divirta muito no meu show. Estou ansiosa”, comenta a cantora.

A ansiedade se aproxima, principalmente, por se tratar de Manaus, lugar que a cantora acha incrível. “É sempre maravilhoso estar nesse lugar tão lindo e caloroso. Sempre sou muito bem tratada, amo comer e adoro experimentar os pratos típicos, adorei o pirarucu, tucunaré... Pontos turísticos não conheço, sempre vou pra fazer os shows e nunca tive tempo de conhecer melhor a cidade, infelizmente. Quero voltar com mais tempo para explorar esse lugar lindo”, declara.

Novo momento

O seu último álbum, “A Danada Sou Eu”, foi aclamado pelo público e registra um período de maturidade tanto profissional, quando pessoal, da cantora. A consciência sobre o “ser mulher” deu o tom das composições do disco, e ela justifica. “Minha mãe e minha avó sempre foram independentes, meus exemplos e me ensinaram a ser a favor do que nos faz bem, aprendi desde pequena a me valorizar e ter confiança nas minhas escolhas. Acho que houve um amadurecimento do meu trabalho ao longo dos anos e essa transição aconteceu naturalmente”, diz ela.

A repercussão do disco centrado nos desejos da mulher, segundo ela, é muito boa. “Recebo muitas mensagens de mulheres que já passaram por alguma situação parecida [das músicas]. Fico muito feliz de receber essa troca do meu público”, pondera ela. O álbum, de certo modo, milita contra a opressão feminina. “Acredito que toda mulher já tenha sofrido com alguma atitude machista. Acho que temos que saber lidar da melhor maneira, não ficar calada e saber se impor diante da situação”, destaca.

Para 2017, além da divulgação dos projetos mais recentes, ela também tem muita vontade de gravar um DVD. O sonho que ela tem de firmar uma parceria com a cantora Rihanna também será batalhado. “Acredito que em 2017 colherei os frutos de muito trabalho de 2016. Quero desejar também, muito sucesso, amor, diversão, dinheiro no bolso e saúde a todos nós”, finaliza.

Dez ensinamentos

Não é só na música que Ludmilla passeia: no fim deste ano, a cantora lançou o “Manual da Lud Pra Pegar Geral”, um livro de 35 páginas que está disponível para download no endereço (adanadasoueu.com.br/prapegargeral). A obra faz parte da estratégia de lançamento de “A Danada Sou Eu”. “Foi pensado e idealizado com muito carinho. Dos Dez ensinamento o meu preferido é ‘Terás Auto Confiança’ (risos), porque na hora da paquera, nada melhor do que acreditar no próprio potencial”, assegura.

Serviço

O quê: "Made In Rio", com Ludmilla, Mr. Catra e Nego do Borel
Onde: Copacabana Chopperia (avenida do Turismo, Tarumã)
Quando: 17 de dezembro, a partir das 22h
Quanto: R$ 40 (meia) e R$ 80 (front stage - meia)
Infos: (92) 3584-4569

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.