Publicidade
Entretenimento
Vida

A peça que ‘fala’: t-shirts assumem novo papel na moda

Grifes do escalão de Alexander McQueen, Yves Saint Laurent, Chanel, Isabel Marant, Stella McCartney e Marc Jacobs também se renderam à peça e criaram coleções exclusivas 17/06/2013 às 08:54
Show 1
Engana-se quem pensa que as t-shirts são uma tendência seguida apenas por marcas “menores” ou voltadas a um público mais jovem
Gabriel Machado Manaus, AM

Justas ou mais soltinhas, em preto e branco ou coloridas, lisas ou estampadas. De um jeito ou de outro, as t-shirts sempre foram uma peça indispensável no closet de qualquer fashionista, seja pela facilidade com que casam com diversos acessórios ou pelo simples fator “conforto”. No entanto, com o avançar dos anos, essas camisetas vêm assumindo um papel bem maior no mundo da moda que apenas o de compor um look.

“A moda, por si só, sempre foi uma maneira de se expressar. Mas, com as t-shirts, ela está indo além: transmitindo mensagens quase que pessoais de cada um. Também é uma maneira de se posicionar”, apontou a professora de Marketing, com foco em posicionamento e estratégia, Ângela Bulbol.

A intensa e visível popularização dessa “febre”, inclusive, fez com que a educadora elaborasse um estudo de caso sobre a peça. “Comecei essa observação com a marca Oma Tees, que está bem forte no País, quando lançou uma coleção bem interessante que remetia nomes de perfumes a celebridades como Marilyn Monroe. Achei diferente, pois expressava, de maneira muito chique e delicada, um gosto”, explicou.

De acordo com ela, ainda, a t-shirt, um dos maiores símbolos da liberdade de expressão e informalidade, passou agora a assumir uma função de “comunicar com palavras” as preferências de quem a usa, sejam elas por um filme, autor ou estilo musical.

“O Sérgio K (estilista), por exemplo, lançou uma coleção onde ressaltava o espírito e a personalidade forte do povo libanês. Então até a nacionalidade é possível ser identificada por essas peças. Não é mais aquela coisa ‘genérica’, com estampa de animal e etc., hoje as pessoas buscam essas camisetas que ‘comuniquem’ e mostrem um posicionamento”, completou a professora.

Grifes

Engana-se quem pensa que as t-shirts são uma tendência seguida apenas por marcas “menores” ou voltadas a um público mais jovem. Grifes do escalão de Alexander McQueen, Yves Saint Laurent, Chanel, Isabel Marant, Stella McCartney e Marc Jacobs também se renderam à peça e criaram coleções exclusivas.

“São linhas mais conceituais e limitadas, que diz facilmente o que a marca é e o que ela representa”, frisou Ângela, que ainda indicou a nacional Daslu, além de Sérgio K, como destaques no Brasil.

T-shirts regionais

Projeto que começou na Avenida Eduardo Ribeiro e que hoje ocupa um lugar de destaque no Manauara Shopping, o Caboquês Ilustrado é o grande representante amazonense no ramo das t-shirts.

A marca, que nasceu do trabalho de conclusão de curso do designer Marcos Silva, o Markeetoo, tem o objetivo de tematizar a cultura amazonense com um olhar irreverente. Até o final do mês, a loja deverá lançar a primeira camiseta de uma linha exclusiva que retratará as lendas do Amazonas.

“Pretendemos lançar uma a cada mês. A primeira a chegar ao quiosque será a do Mapinguari e foi feita por mim e pelo meu sócio, Glauber Gomes”, revelou Markeetoo. Além da dupla, ilustradores como Irena Freitas, Bernardo e Beto Coelho, entre outros, também participam da coleção.

Publicidade
Publicidade