Publicidade
Entretenimento
ENTREVISTA

‘A vida já é muito séria’, diz atriz Elizabeth Savalla

Atriz se diverte em peça sobre medo de envelhecer, que terá sessões neste fim de semana, no Teatro Amazonas 12/03/2017 às 05:00
Show portal
Em turnê pelo Brasil, atriz retrata a busca pela juventude com muito humor no monólogo 'A.M.A.D.A.S'
Natália Caplan Manaus

Se tem uma palavra que poderia definir Elizabeth Savalla é espontaneidade. Aos 62 anos, dos quais 41 dedicados à atuação, ela está em turnê pelo Brasil com “A.M.A.D.A.S – Associação de Mulheres que Acordam Despencadas”, que terá quatro sessões no Teatro Amazonas, no próximo fim de semana. A atriz interpreta mulheres de meia-idade, que expõem angústias e inseguranças diante de “padrões” impostos pela sociedade.

“É uma grande comédia para rir das coisas mais sérias do mundo. A vida já é muito séria. Se você debochar de si mesmo, os outros podem fazer o que quiser, que você não terá problema. A peça é o retrato disso. É um monólogo que poderia ser stand up, mas é uma história com começo meio e fim. Faço muitos personagens, como a amiga que é toda ‘botocada’ (risos). É piada para todos”, diz, em entrevista exclusiva.

Segundo a paulistana, a cobrança nem é tanto para manter uma beleza invejável, com ajuda de dezenas de procedimentos estéticos, dietas ou horas na academia. A grande questão moderna retratada no palco, afirma, é o medo do envelhecimento e de lidar com os sinais normais que surgem com a idade.

“Somos cobrados para ser eternamente jovens. E isso é cultural. Desde que me conheço por gente, o Brasil ‘é o país do futuro’: quer jovens bonitos, sarados, dispostos e ‘máquinas de sexo’. Não há necessidade disso tudo. É a procura de cada um de nós, a busca da realização no trabalho, na vida pessoal e social, com a família e amigos. Essa deveria ser nossa maior preocupação. E a peça entra nisso”, enfatiza.

Apesar de ser um tema bem sério, Elizabeth Savalla garante que boas risadas estão garantidas do começo ao fim do espetáculo. A artista, inclusive, faz questão de ressaltar que não se trata de um roteiro escrito exclusivamente para o público feminino. Afinal, lembra, os homens também se preocupam com a aparência.

“O homem não só pode como deve ir assistir. Eles querem se cuidar e, às vezes, até mais do que a mulher. Todos temos uma expectativa de vida muito maior hoje em dia. Não dá para ficar se preocupando em ficar jovem. Cada idade tem sua beleza. É difícil se achar bonito, mas há quem se acha muito”, pondera. “Mas tem que saber envelhecer com dignidade. Já viu aquelas mulheres com cara de peixe de aquário?”, brinca.

Entre o teatro e a TV

A atriz saiu em turnê com “A.M.A.D.A.S” após encerrar as gravações de “Êta mundo bom!”, no ano passado. Agora, se prepara para voltar às telinhas com “Pega Ladrão”, escrita por Claudia Souto e próxima novela das 19h da Rede Globo. As gravações começaram na última semana, mas a atriz só será requisitada no Projac em agosto, pois só entra na trama no capítulo 60.

“Estou trabalhando enlouquecidamente. Será uma novela fantástica, com uma trama policial, comédia e romance. Terá muita ação e aventura”, adianta, ao revelar sobre a própria personagem. “Sou Arlete, uma mulher cheia de mistério. Faço a mãe do Thiago Martins; Nicette Bruno e Cristina Pereira são minhas irmãs. E estarei num triângulo amoroso com Marcos Caruso e Irene Ravache”, completa.

Sobre mais essa vinda a Manaus, Elizabeth Savalla está ansiosa para matar a vontade de comer peixe com farinha uarini. “Adoro a comida de Manaus. Adoro tambaqui e a farinha ‘amarela’ é deliciosa. Toda vez que vou ‘praí’, volto com vários quilos dessa farinha maravilhosa”, confessa aos risos. A atriz, inclusive, fez um convite aos que querem se divertir com ela no espetáculo. “Quem não estiver a fim de rir não venha assistir, por favor. Vá tomar um chopp, mas não venha ao teatro, não. Quero ter um encontro bem gostoso e que a gente se divirta. É para rir muito”, finaliza.

SERVIÇO

O que: Peça A.M.A.D.A.S – Associação de Mulheres que Acordam Despencadas

Quando: 18 e 19 de março, às 19h e 20h;

Onde: Teatro Amazonas, no Centro Histórico de Manaus.

Ingressos: R$ 120 (plateia), R$ 100 (Frisas), R$ 80 1º, 2º e 3º (pavimentos)

Informações 3232-1768

Publicidade
Publicidade