Publicidade
Entretenimento
CONCURSO

Além de Mayra Dias, Espanha, Filipinas e EUA são favoritas no Miss Universo

Amazonense é apontada como uma das candidatas mais fortes ao título, assim como outras mulheres que vão levar tradição e engajamento social. Concurso acontece no domingo (16), na Tailândia 12/12/2018 às 16:49 - Atualizado em 12/12/2018 às 16:52
Show 1544646562183750 d27ab5dd 5e2e 43cc bdad 82a2043a4ac2
Miss Espanha, Miss Filipinas e Miss Estados Unidos estão entre as candidatas mais fortes da disputa (Foto: Reprodução)
Oswaldo Neto Manaus (AM)

Apesar do favoritismo e grande destaque no concurso de Miss Universo, o caminho da amazonense Mayra Dias até a coroa não deve ser fácil. A noite da final será em Bangkok, na Tailândia, no domingo (16), às 20h, e vai levar um número recorde de candidatas de 94 países e territórios. Nas redes sociais e bolsas de apostas, Espanha, Filipinas e Estados Unidos estão entre as cotadas para serem as adversárias diretas da brasileira.

Mayra é a segunda amazonense a disputar o concurso em toda a história. Em 1957, a amazonense Terezinha Morango foi escolhida Miss Brasil e alcançou a incrível marca de 2º lugar no concurso mundial. No Miss Brasil, Mayra foi a candidata escolhida pelo público e cresceu na competição, desbancando 26 candidatas.

Em 2018, os países que comandam os palpites para levar a coroa incluem Espanha, Filipinas, Estados Unidos e, claro, o Brasil, principalmente depois do desfile de traje típico, quando Mayra foi ovacionada pela plateia ao se “transmutar”em um beija-flor a partir de uma fantasia de deusa indígena. Nas redes sociais ela é uma das principais apostas ao prêmio de melhor traje, cujo resultado será anunciado no dia da final.

Outros países como a Tailândia, Venezuela, África do Sul e Colômbia também estão entre as favoritas - mas sempre há surpresas. A Colômbia, inclusive, já arrebatou duas misses em segundo lugar no Miss Universo nos anos de 2015 e 2017 e uma em terceiro em 2016, um feito histórico. Assim como a Venezuela e Filipinas, que possuem em seus países o Miss Universo como um acontecimento “meteórico”, a Colômbia já é considerada uma nova potência em concursos de beleza.

Favoritas 

Um filtro básico nas redes sociais mostra que os principais nomes para 2018 apontam para a Espanha, Filipinas e Estados Unidos como fortes candidatas ao título, assim como a brasileira.

A modelo espanhola Ângela Ponce, de 27 anos, é o nome que está em alta no momento e na bolsa de apostas MyBookie é apontada como vencedora, embora o termômetro não tenha influência no resultado do concurso. Ponce, inclusive, é a primeira participante transgênero a disputar o concurso em 67 edições e carrega na bagagem um forte discurso a favor da diversidade e tolerância.

“Mulheres trans tem sido perseguidas e apagadas há tanto tempo. Se me derem a coroa, mostrarão às mulheres trans que elas são tão mulheres quanto as mulheres cis”, disse ela em entrevista à TIME.

Candidata da Espanha é a primeira mulher trans a participar do concurso (Foto: Reprodução)

Pela Ásia, onde nas Filipinas está o reduto dos mais fanáticos torcedores do Miss Universo, vem a apresentadora de TV Catriona Gray. Desde 2008 o país consegue ficar entre as semifinalistas, e as candidatas enviadas para a disputa esbanjam confiança e preparação, principalmente se tratando de oratória para as perguntas feitas pelos jurados.

Catriona Gray vai representar as Filipinas, um dos países mais apaixonados pelo Miss Universo (Foto: Reprodução)

Se o país já era apaixonado pelo concurso, em 2015 teve o esse amor alavancado com a vitória de Pia Wurtzbac, que depois do erro do apresentador Steve Harvey ao anunciar a Colômbia como Miss Universo foi coroada a mulher mais bela do mundo.

Por fim está os Estados Unidos, que possui oito vitórias no Miss Universo e leva uma das candidatas mais graciosas e carismáticas do concurso. Além da vida nos concursos de beleza, Sarah Rose Summers, de 24 anos, é atriz, modelo e especialista em vida infantil certificada, que é uma espécie de trabalho onde se faz uma ponte entre crianças, família e a equipe médica no hospital onde trabalha.

Sarah Rose, dos EUA, é a candidata a ser batida por muitos apostadores (Foto: Reprodução)

Em tempos onde o concurso ganha novos rumos de representatividade e força feminina em detrimento da beleza e perfeição estética, qualquer candidata pode ser eleita a nova Miss Universo.

Publicidade
Publicidade